Aos 33 anos, o goleiro Wilson vai defender o Coritiba por pelo menos mais três temporadas. O arqueiro, ídolo da torcida coxa-branca, renovou seu contrato por mais dois anos e sinaliza para satisfazer sua vontade revelada no ano passado. O camisa 84 afirmou que gostaria de encerrar sua carreira no Coxa e isso realmente deve acontecer.

Wilson, logo em 2015, quando chegou ao Coritiba, conquistou rapidamente a torcida. Apesar de o time não ter conseguido fazer grandes campanhas nas duas últimas edições do Campeonato Brasileiro, o goleiro se destacou e passou a ser um dos principais jogadores do clube. A exigente torcida do Verdão, então, passou a idolatrar o arqueiro.

O atleta, agora de contrato renovado, atingirá uma importante marca nas próximas semanas. Wilson completará 100 jogos com a camisa do Coritiba. Ao todo, até aqui, ele disputou nada menos do que 92 partidas com a camisa verde e branca. Foram 85 gols sofridos.

Mais do que fazer grandes defesas e jogos memoráveis nas duas últimas temporadas, Wilson coleciona momentos especiais com a camisa do Coritiba. No Campeonato Paranaense do ano passado, nos acréscimos da partida contra o Rio Branco, no Couto Pereira, ele marcou de cabeça o gol que decretou o empate em 3×3 diante do Leão da Estradinha.

Também no ano passado, Wilson viveu outro grande momento, talvez o mais especial desde que chegou ao Coritiba. Na Argentina, diante do Belgrano, o goleiro foi decisivo na classificação inédita e histórica do Verdão às quartas de final da Copa Sul-Americana. Além de fazer grandes defesas durante os 90 minutos, na disputa de penalidades, o camisa 84 defendeu duas cobranças e ainda marcou um dos gols que ajudaram a garantir a vaga na próxima etapa do torneio internacional.

Apesar de ser ídolo da torcida e de ter sua condição de titular absoluto do Coritiba, Wilson ainda não conquistou títulos pelo Verdão. No Campeonato Paranaense do ano passado, o Coxa perdeu a final para o Atlético. Em 2015, o arqueiro chegou após o Estadual, mas foi peça fundamental para evitar o rebaixamento à Série B.