Depois de nada menos do que seis jogos sem vencer, o Coritiba finalmente fez as pazes com a vitória. Na noite desta segunda-feira (27), no interior do Rio Grande do Sul, o time bateu o Brasil de Pelotas por 1×0. Apesar de magrinho,o resultado positivo era tudo o que o Coxa precisava para dar uma respirada em meio ao turbilhão pelo qual tem passado. Depois da demissão do técnico Eduardo Baptista, o time vem tentando juntar os cacos sob a batuta de Tcheco, que pela primeira vez desde que estreou no comando saiu de campo vencedor.

Veja como foi o jogo em Pelotas

Se o Coritiba ficou muito longe de ser brilhante, ao menos mudou um pouco a postura em campo, Com algumas novidades em relação ao time que vinha jogando, a equipe mostrou mais equilíbrio não apenas no quesito jogo, mas também no aspecto emocional.

Uma prova é que logo ao início da partida, o Brasil deu um grande susto, mas o Coxa não se abalou. Logo aos 5 minutos, o goleiro Wilson teve de operar duas defesas seguidas. Pela esquerda, Pereira bateu firme. No rebote, Lourency chutou livre e o arqueiro se esticou todo e afastou. Como a defesa coxa-branca não espanou, Alex Ruan ainda tentou cruzado, mas a bola passou rente à trave.

Confira como ficou a classificação da Série B

Aos poucos, o time comandado por Tcheco começou a tocar mais a bola, abrir o jogo e equilibrar as ações. E não demorou para a recompensa vir. Aos 19 minutos, o artilheiro Guilherme Parede recebeu pela esquerda, tirou do zagueiro e chutou cruzado, sem chance para Marcelo Pitol. Na comemoração, o atacante fez questão de ir ao banco para festejar com os companheiros, que viram no gol um breve alívio em meio a tanta pressão. Bruno Moraes ainda teve chance de ampliar no finalzinho do primeiro tempo, mas Pitol estava esperto e impediu mais um gol alviverde.

Com a responsabilidade de estar jogando em casa, diante dos olhos de sua torcida, o time xavante voltou mais ofensivo para a etapa final depois que o técnico Gilmar Dal Pozzo abriu mão de seu esquema com três zagueiros. Assim, a equipe passou a aparecer com mais assiduidade no ataque, dando trabalho à defesa. Mas na meta, como sempre tem sido, Wilson mostrava a firmeza que refletia na confiança do alviverde. Aos 30, já com Iago Dias em campo, o time partiu pro contra-ataque e na tentativa de Jean Carlos, Rafael Dumas tirou na risca.

Com o jogo avançado além do tempo regulamentar, Wilson ainda teve tempo de operar um milagre em um cabeceio perigosíssimo. Mas o placar já estava decretado: 1×0 pro Coxa, com um sentimento do mais puro alívio.

Ainda a quatro pontos da zona de classificação, o Verdão voltou pra 10ª posição na tabela. E depois de uma maratona de quatro jogos em nove dias, o time respira e vai ter uma semana para se preparar para o compromisso contra o Boa Esporte. O jogo está agendado pra próxima terça-feira, dia 4, no Couto Pereira.

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do trio de ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!