enkontra.com
Fechar busca

Coritiba

Coritiba

Coritiba

Setor do Couto depende da burocracia junto à prefeitura

  • Por Ricardo Brejinski

O Coritiba deu mais um passo para iniciar as obras na reta da Mauá. Na noite de segunda-feira, o conselho deliberativo do clube aprovou por unanimidade o projeto para reformar o setor do Couto Pereira. Na reunião, todos os detalhes do acerto com a Pro Tork, patrocinadora do Coxa e quem vai investir na reforma do local, foram apresentados.

Agora, o Alviverde aguarda apenas a finalização de alguns acertos legais junto à Prefeitura de Curitiba para iniciar as obras no estádio. Entretanto, a diretoria preferiu adotar uma postura mais cautelosa e só entrará em detalhes em relação a prazos de início e conclusão da construção quando tudo já estiver definido. “Este é mais um passo para que o Coritiba se torne ainda maior. Agora aguardamos a finalização de alguns aspectos legais e burocráticos para divulgarmos à nação coxa-branca mais detalhes sobre a Nova Mauá”, explicou o presidente o Coritiba, Vilson Ribeiro de Andrade.

No início de fevereiro, o clube havia divulgado que a reforma tem previsão para ser concluída em março do ano que vem. Especula-se que a obra da Nova Mauá custe em torno de R$ 20 milhões, que serão bancados pelo patrocinador, que, em troca, dará seu nome ao local (naming rights). O valor, no entanto, não é confirmado oficialmente.

Além disso, quando for anunciado ao público o projeto, a tendência é que os novos planos de sócios do novo local também já sejam apresentados. “O conselho administrativo do Coritiba apresentou aos demais conselhos do clube o modelo de negócios que adotamos juntamente com a nossa patrocinadora Pro Tork, e também aprovamos o novo plano de sócios para camarotes e as cadeiras VIP”, disse José Rodolfo Gonçalves Leite, superintendente executivo do Alviverde.

Após a reforma, o novo setor do Couto Pereira contará com o terceiro anel, que será construído, além de 38 camarotes, lanchonetes e restaurantes, em um espaço para aproximadamente cinco mil pessoas. O local não deve ser fechado enquanto acontecerem as obras. Além disso, os atuais sócios terão prioridade na aquisição dos novos planos.

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

100 Comentários em "Setor do Couto depende da burocracia junto à prefeitura"


LCJ Andrade
LCJ Andrade
6 anos 4 meses atrás

O virsão é daqueles mentirosos de memória curta que não se lembram da história que contaram no dia anterior e cometem atos falhos. Foi divulgado que a motopeças seria sócia (dona) do novo setor e o exploraria comercialmente agora é só patrocínio?

geovane mirol
geovane mirol
6 anos 4 meses atrás

Sou um excoxa que acordou pra vida e agora torce para time grande. Dalhe meu coringão Bimundial. Esse estádio vai ficar parecendo uma baiúca. vai ficar com mais uma emenda, todo remendado que nem as ruas do Boqueirão que tem remendo no remendo

RENATO  WELDT
RENATO WELDT
6 anos 4 meses atrás

Vão ponha? Esta e de matar. Coisa típica de burronegro com vacina vencida.

vinicius agua verde
vinicius agua verde
6 anos 4 meses atrás

O poodle ai debaixo, torcedor do time que tem tudo empenhorado e dezenas de acoes trabalhistas desde a epoca do sicupira, a piada pronta do estado, que vive de favores desde a inauguração e agora tem a alma vendida por 50 anos…so fala bhosta.

ALEX CAP
ALEX CAP
6 anos 4 meses atrás

ASPECTOS LEGAIS JUNTO A PRFEITURA! SERA QUE VÃO PAGAR OS 124MILHÕES A JA SEI VÃO PONHA MAIS 20 NA CONTA! AMANHÃ VÃO APARECER NA TV NO QUADRO DEVO NÃO NEGO PAGO SE PUDER!

1 2 3 20
wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas