A diretoria do Coritiba vai investir o que for necessário para fazer o time conquistar o acesso à Série A no final da temporada, nem que para isso coloque o saneamento das contas do clube em segundo plano. Em entrevista coletiva realizada na última terça-feira (03), no estádio Couto Pereira, o presidente Samir Namur admitiu que em 2019 os investimentos no futebol tem feito com que a prioridade em sua gestão não seja, no atual momento, colocar as contas em dia.

Quando assumiu a presidência do Coxa, em dezembro de 2017, o dirigente deixou claro que tinha a difícil missão de deixar as finanças do clube ‘no verde’, assim como colocar de volta o time na primeira divisão.

+ Leia também: Coxa confia na união entre torcida e time pra alavancar novo plano de sócios

Porém, a missão de cumprir essas duas tarefas se mostrou mais difícil do que o esperado, uma vez que a montagem de um elenco com menos custos não surtiu efeito em seu primeiro ano de mandato. Por isso, agora ele explicou que precisou tratar o futebol como o fator mais importante.

“No ano de 2018, quando a perda de receita não era tão grande ainda, nós tomamos um direcionamento de que era possível ter um time competitivo e ao mesmo sanar uma série de problemas do clube, o que foi feito. Mas 2018 mostrou também que tenha faltado talvez um pouco de investimento em futebol”, analisou.

+ Mais na Tribuna: Coritiba alivia folha salarial em quase R$ 1 milhão com a saída de Wilson

A campanha do Alviverde no ano passado foi decepcionante e a equipe não chegou nem perto de se manter viva na briga pelo acesso. O Coritiba terminou com um discreto décimo lugar na tabela. Por isso, a estratégia da diretoria mudou e o foco neste momento é investir no time em campo, nem que para isso os gastos se acumulem.

“Todo trabalho de gestão tem que buscar equilíbrio entre uma coisa e outra. Neste ano de 2019, com uma perda de receita muito drástica, tenho que ser sincero em responder que o saneamento das contas ficou um pouco de lado e a gente está olhando para o futebol, porque o Coritiba precisa de qualquer forma subir pra Série A, custe o que custar, o preço que for”, enfatizou o presidente.

+ Confira a classificação completa da Série B!

A intenção de Namur, ao deixar os débitos momentaneamente em segundo plano, é futuramente manter ‘a casa em ordem’ com as verbas que virão do time na Série A.

“Aí lá no final do ano, contando com toda receita que uma Série A permite a gente vai tentar encontrar esse equilíbrio na receita”, finalizou.