O Coritiba faz hoje – mais uma vez às 15h, no Couto Pereira – o seu segundo teste de campo antes da retomada do Campeonato Brasileiro. O adversário será o Camboriú, que se prepara para a disputa da segundona catarinense. O técnico Celso Roth busca uma formação equilibrada e confiável para a maratona de jogos pós-Copa do Mundo. Após um início de temporada muito ruim, o Verdão não pode mais vacilar, principalmente jogando em casa, onde somou apenas dois dos nove pontos disputados.

No primeiro jogo-treino, contra o Foz, o treinador fez a opção pela manutenção da mesma base que finalizou com vitória a primeira etapa do Brasileirão. Além do retorno de Robinho à condição de titular – recuperado de lesão -, Roth promoveu a entrada de Welington na zaga. Na atividade da tarde de hoje, é possível que algumas experiências sejam realizadas, já com os reforços Hélder (volante) e Elber (meia-atacante) melhor adaptados ao grupo. No jogo anterior, eles mostraram desenvoltura no segundo tempo, quando a comissão técnica lançou mão da equipe suplente.

Hélder, 30 anos, é um volante canhoto com boa desenvoltura na saída de bola. Roth demonstra claramente que precisa de um time mais eficaz neste fundamento. Em muitos jogos, com Chico e Baraka, o Coritiba foi um time previsível e com grandes dificuldades na saída de bola, recorrendo invariavelmente às “ligações diretas”. Tanto que no jogo frente ao Goiás a comissão técnica optou pela entrada de Germano na vaga de Chico. Alteração mantida no primeiro teste de campo desta intertemporada.

Até aqui, Roth tem procurado observar todos os jogadores, seja nos treinos ou nesses testes, projetando a equipe ideal para encarar o Figueirense, no dia 16 de julho. O Verdão, já no primeiro jogo após o recesso, já terá uma decisão pela frente, num duelo de seis pontos. O Figueirense, lanterna da competição, é adversário direto – ao menos neste momento – na luta contra o rebaixamento. “Este não é o campeonato que desejamos disputar. Mas, antes de pensarmos em uma briga na parte de cima da tabela, temos que somar pontos e superarmos essa fase ruim”, cravou o volante Robinho.

Independente da base utilizada na terça-feira, Roth fez questão de movimentar todos os jogadores à sua disposição, inclusive os garotos Ivan (lateral-direito, destaque do torneio em Foz do Iguaçu) e Douglas (atacante da base). A presença de Douglas neste treino, aliás, é um sinal evidente de que o clube não conseguiu viabilizar a contratação de um centroavante, obrigando a comissão técnica a buscar novas opções nas categorias de base.