Milhares de torcedores do Coritiba compareceram ao Estádio Couto Pereira, neste sábado (13), para definir quem comandará o clube no triênio 2015-2017.

Por volta das 19h, membros da chapa “Coxa Maior”, liderada pelo opositor Rogério Bacellar, já comemoravam a vitória nas urnas. Com 62% (2.241 votos), Bacellar terá a oportunidade de iniciar uma ‘nova era’ no Coritiba.

A disputa foi motivada por divergências políticas que se materializaram durante os últimos meses. No início do processo, Ernesto Pedroso – um dos conselheiros mais influentes do clube – tentou articular uma chapa única. Muitos nomes surgiram como potenciais candidatos, mas o acordo só seria possível caso Vilson desistisse da reeleição.

A proposta da ‘Coxa Maior’ é de uma guinada no clube, saneando a dívida milionária (que estaria na casa dos R$ 200 milhões, segundo a própria chapa) e de novos rumos para o futebol. “Precisamos de maior utilização da base e de critério nas contratações. Nos últimos tempos, o clube gastou muito dinheiro, com salários absurdos para jogadores que não deram retornou algum ao clube, como Botinelli, Lincoln e outros tantos”, dispara Bacellar. A oposição, neste clima de mudança, contou com um grande aliado: o craque Alex, que declarou publicamente o seu voto a Bacellar.