Assim como já haiva feito na sua primeira passagem pelo Coritiba, o técnico René Simões divulgou para imprensa nesta sexta-feira uma carta endereçada a todo torcedor coxa-branca.

Confira a carta do treinador alviverde na íntegra.

Prezado Torcedor Coxa-Branca,

Lembro-me da primeira carta que escrevi e nela pedia um esforço e apoio sem limites ao nosso time. Isto não precisa ser feito hoje. Ao longo dos jogos que comandei nesse retorno vocês demonstraram que o apoio já existe. Vocês entraram no clima do centenário e estão saindo do chão.

Estou lendo o livro: “Salomão, o homem mais rico que já existiu.” Nele, o autor relata como a leitura e aplicação dos provérbios do rei Salomão transformaram a vida dele e de muitas outras personalidades mundo afora.

Ele enfatiza que Salomão nunca pediu ouro nem prata, mas sabedoria e conhecimento, tendo todos os seus pedidos concedidos por Deus. Salomão também fala da importância do homem diligente em seu trabalho.

No dicionário, a definição de diligência é um esforço persistente e que envolve trabalho pesado no intuito de realizar algo. Para Salomão, diligência é uma habilidade adquirida que combina persistência criativa, esforço inteligente, planejado e executado de forma honesta e sem atrasos, com competência e eficácia, de modo a alcançar um resultado puro e dentro do mais alto nível de excelência.

Duas palavras pouco usadas no nosso mundo atual chamam a atenção na definição de Salomão: “honesta” e “puro”. No desespero de termos mais do que sermos, nós tentamos alcançar resultados de qualquer forma, não nos importando com os meios utilizados, pessoas que atingimos ou éticas que quebramos. Fama, poder e dinheiro justificam tudo.

Nosso centenário merece a nossa diligência. Não a diligência do dicionário, mas aquela pregada por Salomão. Queremos que nossos resultados sejam frutos de nossas decisões corajosas, trabalho árduo e incessante, convicções e objetivos audaciosos, pureza de propósitos, honestidade nas ações, programação inteligente e profissional e união em torno do que é muito maior do que todos nós – o CORITIBA FOOTBALL CLUB.

Em uma entrevista, a tenista Serena Williams (antiga número um feminina do mundo), foi questionada a respeito do fenômeno do tênis Rafael Nadal (atual número um masculino do mundo). “O que torna o Nadal tão bom?” – foi a pergunta feita. “Acho que é o fato de ele ser o mais esforçado. O primeiro a chegar na quadra e o último a sair. Ele cai no sono estudando o adversário, e é o primeiro a levantar. Não é fácil ser campeão. Você não simplesmente acorda e é o campeão, o numero um. Leva jeito, esforço, dedicação e desejo – qualidades que Rafael tem”. Nadal é diligente naquilo que faz.

Já repassei essa mensagem aos jogadores. É assim que teremos que fazer neste ano tão importante para todos nós. A mensagem da torcida também já foi assimilada por nós. Vocês querem a Copa do Brasil – e vamos dar o nosso máximo para tentar buscá-la para vocês.

Não será fácil, e teremos que ser diligentes em nosso propósito e nossas ações. Escolhas, algumas delas muito difíceis, terão que ser feitas. Por exemplo, poupar jogadores no momento certo para não corrermos risco de contusões desnecessárias.

Que Deus nos dê a sabedoria e conhecimento que concedeu a Salomão para que possamos cumprirmos essa missão com as qualidades que ela exige.

Saudações Coxa-Branca, René Simões