Apontado como uma das principais revelações do Coritiba nos últimos anos, o lateral-equerdo Abner já não pertence mais ao clube. A rescisão de seu contrato será publicada no BID nos próximos dias e ele será vinculado ao PSTC, seu clube de origem, enquanto aguarda a definição de sua transferência para o futebol europeu. Os valores dessa operação não foram revelados e nem mesmo o empresário do atleta pôde dar maiores detalhes, devido à uma cláusula de confidencialidade.

“Só posso confirmar que ele rescindiu seu contrato e será registrado no PSTC, onde foi formado”, disse o empresário Tiago Silva, que gerencia a carreira do atleta de apenas dezoito anos.

No final do ano passado, circularam informações da venda de Abner ao Roma, por R$ 15 milhões. Situação que nunca foi confirmada pelo empresário do atleta ou pela diretoria do Coritiba. O entrave surgiu durante o Mundial Sub-17. Defendendo a seleção brasileira, o lateral sofreu uma contusão nos ligamentos cruzados do joelho esquerdo.

Abner passou por cirurgia e, recuperado, viu a transação ser efetuada. O jogador, porém, seguirá trabalhando no PSTC, enquanto aguarda a definição de seu destino.

Apesar de todo o histórico do clube do interior com o rival Atlético, o lateral acabou vindo para o Coritiba pouco após o fim da parceria entre o Rubro-Negro e o PSTC. Destaque da seleção no Sul-Americano Sub-17, ele teve poucas chances no time principal do Verdão.  Foram, na prática, apenas trinta minutos num jogo contra o Goiás, no Brasileirão do ano passado.

O diretor de futebol Anderson Barros confirmou que a saída de Abner era uma questão de tempo. Tudo estava alinhavado desde o final do ano passado, mas as definições não ocorreram por conta da contusão do atleta. Com a recuperação, o caminho novamente se abre. Porém, ninguém confirma qual será o destino do jogador. O que é certo é que o Coritiba negociou parte de seu percentual – teria ainda permanecido com uma pequena fatia – a um grupo empresarial, que o colocará no futebol europeu nos próximos dias.

Natural de Santos, ele foi descoberto por olheiros do PSTC em 2010. Precisou de apenas um Parananense Sub-15 para se destacar e com o “apadrinhamento” do lateral Rafinha, chegar ao Alto da Glória. Apesar de toda a expectativa criada nos últimos anos em torno de Abner, tecnicamente o clube entende que está “coberto” em relação à lateral-esquerda. Além de Dener, que hoje é titular da posição, e Carlinhos, o clube conta ainda com Paulo Otávio, que segue na equipe sub-23.