Após a derrota por 3 x 2 para o Botafogo, domingo passado, e folga na segunda-feira, o Coritiba voltou aos treinamentos ontem à tarde. A semana será toda voltada às atividades físicas, uma vez que o time só retorna a campo na semana que vem, dia 6 de junho, contra a Portuguesa, no Couto Pereira.

Período que, quando teve – com menos dias -, o Coxa soube aproveitar muito bem. Ao longo da temporada, em três ocasiões o Alviverde teve uma semana cheia para treinar, obtendo sempre um resultado positivo na sequência. Nos três jogos seguintes, pelo Campeonato Paranaense, foram duas vitórias e um empate.

Primeiro, foi uma goleada por 5 x 1 sobre o Iraty fora de casa. Depois, outro placar elástico: 4 x 2 sobre o rival Atlético, no Couto, que rendeu ao clube o segundo turno e a vaga na final. Por fim, um empate por 0 x 0, novamente contra o Rubro-Negro, que garantiu o tricampeonato estadual.

Esse bom retrospecto tem explicação. Segundo o preparador físico do Coritiba, Alexandre Lopes, um tempo longo sem partidas é importante para se poder avaliar individualmente a situação de cada jogador do elenco e, assim, trabalhar o que for necessário para que eles voltem 100% para os jogos. “É um momento que nos possibilita realizar um trabalho individualizado com os atletas. Podemos separá-los em grupo e dar sequência às atividades, dando a carga individual aos jogadores”, explica.