O Coritiba já tem um novo treinador, Trata-se de Paulo César Carpegiani, que, aos 67 anos, terá a missão de recuperar o time e sair, definitivamente, da zona de rebaixamento. O clube já confirmou o acerto após o técnico ter desembarcado nesta sexta-feira (5) em Curitiba, onde se reuniu com a diretoria coxa-branca e agora resta apenas definir se ele comandará a equipe já neste domingo (7), contra a Ponte Preta, às 16h, no Couto Pereira, ou se Pachequinho, que continuará como auxilar-técnico do clube, fará sua despedida como interino.

Esta será a terceira passagem de Carpegiani no Alviverde. Antes, ele já havia trabalhado em 1990 e 1995. Seu último trabalho foi em 2013, quando estava na Ponte Preta, coincidentemente o próximo adversário coxa-branca, e se desligou no meio do Campeonato Brasileiro. Na época, a Macaca acabou rebaixada na competição.

Depois de um setor da diretoria alviverde encaminhar, na última quinta-feira (4), o acerto com o técnico Paulo Bonamigo, o presidente coxa-branca, Rogério Bacellar, influenciado por uma pessoa muito próxima a ele, acabou optando pela contratação de Carpegiani .

A busca por um técnico acabou durando quase dois meses. Desde a saída de Gilson Kleina, no começo de junho, Pachequinho assumiu o cargo provisoriamente, uma vez que a diretoria nunca confirmou o auxiliar como comandante da equipe. Neste período, muitos nomes foram especulados, como Vágner Mancini, que atualmente está no Vitória e chegou a ser procurado, mas preferiu seguir no time baiano. À medida que o prazo estipulado pelo clube – final do primeiro turno – para tomar uma decisão, os dirigentes aumentaram a procura e partiram para nomes alternativos, que não estão em alta no mercado

Assim, Paulo César Carpegiani voltará ao futebol paranaense seis anos depois da sua última passagem, quando comandou o Atlético, em 2010. Esta será a quinta passagem dele pelo Estado. Além das três vezes no Coxa, também trabalhou no Furacão em 2001.