Ainda que o Coritiba tenha gerado um grande transtorno para ele e para o Paraná Clube por não disponibilizar o Couto Pereira para o último jogo da Taça Dirceu Krüger, o presidente do Alviverde, Samir Namur, afirmou que o clube continuará abrindo as portas para eventos de grande porte. O estádio foi alugado para a realização do show do músico Paul McCartney, neste sábado (30), e o mandatário destacou que pretende tornar o estádio o local “número um” da cidade para esse tipo de evento. Para Namur, o dinheiro injetado no Coritiba por conta desses espetáculos são de extrema importância.

Neste domingo (31), O Coxa encara o Tricolor no estádio do Pinhão, em São José dos Pinhais, pelo último jogo do returno do Campeonato Paranaense. A partida irá definir a “vida” dos times na competição, mas ainda que o confronto seja de extrema importância para os dois lados, Namur negou que vá deixar de alugar o Couto Pereira.

+ Leia mais: TJD descarta pedido do Paraná e clássico terá torcida única

Mesmo diante dos obstáculos em torno do clássico Paratiba, que acontecerá com a presença somente de torcedores do Coxa, o presidente projeta que a “casa” do Coritiba poderá ser, muito em breve, o espaço mais procurado para shows na cidade. “Não tenha dúvidas. O Couto Pereira quer se colocar como o espaço principal para receber shows em Curitiba. Do ponto de vista da gestão do clube isso é muito importante porque é uma bela de uma fonte alternativa de receita. O clube precisa e não pode abrir mão disso”, detalhou, falando que, inclusive, já há na agenda mais um grande evento programado.

“O Coritiba, inclusive, já tem uma data reservada para o ano que vem, com a mesma produtora do show do Paul McCartney em um show do mesmo porte”, explicou, sem revelar qual será a atração. Sem abrir valores, Namur disse que a negociação para receber espetáculos é muito vantajosa para os cofres do Alviverde.

Roger Waters já agitou o Couto no ano passado.
Roger Waters já agitou o Couto no ano passado.

“O valor do aluguel entra limpo para o clube e eu não vou revelar, não sei se o contrato proíbe ou não, mas não cabe a gente revelar, mas dentro do mercado de aluguel é um valor bem razoável que entra limpo para o clube”. O presidente também falou que a parceria entre o Coritiba e a produtora está dando tão certo que a empresa responsável por organizar a apresentação dos artistas chegou a realizar obras que vão valorizar o estádio.

“Essa produtora é a mesma responsável pelo show do Roger Waters e por conta dessa parceria eles até realizaram uma obra no Couto Pereira, no portão de acesso que facilita a entrada dos equipamentos para a montagem. O clube também ganhou com isso e permite que no futuro o Coritiba possa até cobrar um valor mais caro porque o tempo de montagem das estruturas é menor”, arrematou.

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do Trio de Ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!