Para acabar com a invencibilidade do Avaí e afastar o Coritiba da zona de rebaixamento, o técnico Ney Franco já tem a receita: é trabalhar forte, com determinação. Já tendo a equipe que entra em campo amanhã definida, o treinador aproveitou o último treino para ajustar alguns detalhes de posicionamento.

Em treinamento tático no Couto Pereira, Ney coordenou o trabalho com bola parada e posicionamento defensivo. Na defesa, aliás, já está tudo certo: quem fica com a vaga de titular no gol é Edson Bastos. O que não desvaloriza o trabalho dos demais, afirma o técnico, que fez questão de ressaltar o ‘bom problema’ que enfrenta logo no início do seu trabalho. “São dois bons goleiros. Aliás, o Coritiba está trabalhando com quatro bons goleiros. Temos aqui dois jovens com grande potencial”, avaliou.

Sobre Marcelinho, o treinador não quer saber de transferência e demais negociações. O papo entre comandante e atleta é futebol, nada mais. “Não converso com ele sobre isso, e sim sobre posicionamento, trabalho tático, e ele vem respondendo nos treinamentos. Se ele estivesse acomodado, seria o caso de conversar. Mas este não é o caso do Marcelinho, que tem treinado e jogado muito bem”.

Com goleiro definido, atacante focado e grupo preparado para o jogo, falta entrar em campo para colocar tudo em prática. E não será tarefa fácil acabar com a maior invencibilidade do Brasileiro 2009. “A receita é jogar forte, entrar determinado a vencer. Estamos estudando bem o Avaí, e passamos sempre lances interessantes do adversário antes do último treino. É uma equipe que tem que ser respeitada e para superar temos que entrar bem focados”, revelou Ney.