O Coritiba começa amanhã a disputa do 2.º turno da Série B, e projeta dias melhores. Depois de fechar os jogos de ida com 33 pontos, abaixo dos 36 imaginados inicialmente, o Alviverde conta com o retorno ao Couto Pereira para superar a pontuação conseguida até aqui.

“Se a gente teve 33 pontos nesse primeiro turno, dentro do nosso planejamento, o que a gente pensa é que vai fazer um segundo turno melhor e, consequentemente, se a gente fizer um segundo turno melhor do que o primeiro automaticamente estaremos na primeira divisão”, projeta o técnico Ney Franco.

Para ele, assim que o time pagar a punição imposta pelo STJD, a tendência é deslanchar. “Na segunda-feira (hoje) vamos para Joinville, enfrentar o Náutico, daí acabamos de pagar essa pena e tenho certeza que no segundo turno, pelo simples fato de ficarmos em casa e diminuirmos o número de viagens, tenho certeza que vamos conseguir uma sequência de vitórias com a equipe melhor preparada”, garante o treinador.

Mas ele sabe que o time precisa melhorar. “Foi um jogo (Guaratinguetá) para se esquecer e a gente tem que ter a competência de reestruturar a equipe física e emocional, principalmente”, aponta.

Na avaliação de Ney Franco, o Coritiba tem capacidade de evoluir. “Temos 19 jogos para fechar o campeonato. Estamos dentro do G4, mas precisamos jogar mais. A nossa equipe tem potencial, temos alguns jogos de referência dentro do campeonato, onde jogamos muito bem e conseguimos vitórias”, analisa o técnico.

Por isso ele quer voltar a vencer amanhã. “Esperamos contra o Náutico termos a competência de vencer no nosso mando de campo e engatar uma sequência de vitórias ou uma sequência de jogos marcando pontos para a gente fazer um segundo turno melhor que o primeiro”, completa.

Por enquanto, ele não deverá ganhar nenhum reforço do departamento médico, já que o atacante Bill, o goleiro Edson Bastos, o lateral-direito Fabinho Capixaba e o volante Leandro Donizete devem permanecer mais tempo em tratamento ou recuperação física.

Por outro lado, ele pode manter a formação pela terceira partida seguida diante dos pernambucanos. No entanto, o fraco desempenho de sábado pode levar Ney a novas alterações. Uma delas pode ser a entrada de Leonardo no ataque desde o início da partida.