Se não bastasse a situação complicada que o Coritiba vive no Campeonato Brasileiro, o técnico Ney Franco terá dois desfalques importantes para o duelo contra o Figueirense, sábado, às 21h, no Couto Pereira. Os principais problemas que o treinador terá para o embate direto na luta contra o rebaixamento está no setor ofensivo, que está sendo bastante cobrado pela sua ineficiência nos últimos jogos – foram apenas dois gols marcados nos últimos cinco jogos. O meia Ruy e o atacante Henrique Almeida estão suspensos e não poderão atuar.

Apesar das duas baixas e da volta de Leandro Silva na lateral-direita, o treinador não prevê dificuldades para montar a equipe, mesmo sem poder contar com o principal goleador do Verdão no Brasileirão, Henrique Almeida, com nove gols e responsável por 39% dos gols do clube na competição.
“Creio que não vai ter dificuldade na montagem da equipe. A base da equipe já está montando e falta realmente a definição de quem vai substituir o Ruy e o Henrique Almeida. Temos várias opções no ataque. O Negueba, o Rafhael Lucas, o Paraguaio (Guilherme Parede), que quando entrou fez um bom jogo contra o Cruzeiro e o Avaí. E no meio temos a opção de utilização do Juan, do Esquerdinha e do Thiago Galhardo”, confirmou o comandante alviverde, que fará amanhã o primeiro posicionamento tático da semana.

Além das duas alterações que o treinador será obrigado a fazer, outras posições também poderão ser modificadas. O volante Cáceres, apesar do gol anotado diante do São Paulo, pode deixar a equipe para dar lugar para Alan Santos. No ataque, se voltar o esquema com três atacantes, Lúcio Flávio deve ser o único responsável pelo setor de criação e os atacantes Negueba, Rafhael Lucas e Kléber Gladiador jogariam mais avançados para acabar com o jejum de gols e de vitórias do Verdão.

Blindados

Na semana em que antecede o jogo mais importante do ano para o Coritiba, os jogadores deverão ser blindados pelo clube. Ontem à tarde, na primeira janela de imprensa da semana, quando costumeiramente dois atletas concedem entrevista, somente o técnico Ney Franco conversou com os jornalistas na sala de imprensa do CT da Graciosa. 

Isso deve acontecer até o jogo contra o Figueirense, sábado, às 21h, no Couto Pereira, sobretudo depois dos incidentes registrados ao final da partida contra o São Paulo, quando um grupo de torcedores tentou invadir os vestiários. Na próxima janela de imprensa, que ocorre amanhã, mais uma vez somente o treinador deverá conversar com os jornalistas.

Paraná Online no Facebook