Com várias faltas próximas da área contra o Botafogo desperdiçadas, o técnico Marcelo Oliveira vai cobrar um capricho a mais dos jogadores nos próximos treinos.

Para ele, o jogo perdido para os cariocas poderia ter outro destino se o time tive aproveitado melhor as jogadas treinadas no CT da Graciosa. Esse é um dos motivos que ele incentiva o volante Léo Gago a soltar o pé diante de adversários fechados.

“Com o chute forte que ele tem, se acertar (a meta) ou vai ser gol ou o goleiro vai soltar e quando o goleiro soltou o Rafinha não soube concluir”, lamentou o treinador.

Na visão dele, trabalho específico não falta, mas Marcos Aurélio seria uma boa opção nesse fundamento. “É importante e estamos treinando muito. Com o Marcos Aurélio voltando agora é uma oportunidade de decidir o jogo na bola parada. Precisamos melhorar nesse quesito ou com mais treinamentos, apurar mais ou com o homem certo para fazer esse tipo de jogada”, avalia. Hoje, o elenco retorna aos trabalhos pensando na partida de domingo contra o Internacional.