“É uma vitória para se lamentar”, disse o técnico Marcelo Oliveira, após a derrota do Coritiba para o Atlético-MG, por 1 x 0, ontem, em Belo Horizonte, pelo Campeonato Brasileiro. Foi o segundo revés seguido do Coxa, que segue perigosamente próximo da zona de rebaixamento, na 15.ª colocação, com 15 pontos. “Fizemos um jogo equilibrado, por isso é uma derrota para se lamentar. Criamos até chances para vencer. No primeiro tempo tivemos talvez a bola do jogo, com o Éverton Costa, mas não aproveitamos”, disse o treinador.

A exemplo dos jogadores, o técnico reclamou da arbitragem que, para ele, desestabilizou a equipe com marcações duvidosas. “Eu me arrepio quando vejo que o árbitro é aspirante à Fifa”, disse, se referindo ao apitador Pablo dos Santos Alves . “Ele deu muitos cartões, inverteu faltas, falhou nas jogadas decisivas. Acho que as vitórias não têm vindo, mas é preciso analisar os erros de arbitragem”, falou.

Marcelo Oliveira, no entanto, não deixou de reconhecer que houve falha defensiva, no gol de cabeça, marcado por Réver. “Tomamos um gol de bola parada. Fazia tempo que não cometíamos esta falha, mas, agora, isto vem acontecendo com frequência. Temos que corrigir isto”, observou.

Baixas

Já com vários problemas de lesões, o time sofreu mais duas baixas, para o jogo com o Corinthians, domingo, no Couto Pereira. O atacante Éverton Costa sentiu uma fisgada na virilha. Rafinha, que havia retornado à equipe, foi expulso ao agredir Donizete com uma cotovelada.