Depois de uma negociação que durou cerca de dois meses, o Coritiba anunciou ontem a venda do lateral-esquerdo Lucas Mendes para o clube francês Olympique de Marselha, O jogador, de 22 anos, já viajou para a França, para os exames médicos, e não atua mais pelo Coxa. Ele irá assinar um contrato de quatro anos. Extra-oficialmente, o Olympique pagou 2 milhões de euros (R$ 5,2 milhões) para ter o lateral.

O Alviverde detinha 65% dos direitos econômicos e ainda permanecerá de posse de 10%, mais 5%, pelo fato de ser o clube formador. Os outros 35% eram divididos entre o atleta e seus empresários. Segundo o procurador do jogador, Isaias Viana Ferreira, a negociação foi boa para todas as partes. Ele disse que o Coritiba dificultou a negociação, pois não desejava se desfazer do lateral. “O Coritiba não queria vender e fez exigências, pois o Lucas estava nos planos. Mas, para ele, vai ser muito bom. Vai fazer a vidinha dele lá”, afirmou à Tribuna.

Lucas Mendes foi revelado pelas categorias de base alviverdes e promovido ao time principal em 2008. Começou como zagueiro, mas se destacou jogando na lateral-esquerda, posição da qual é o dono há pelo menos dois anos. Em quatro anos como profissional, disputou 139 jogos com a camisa coxa-branca. Este ano, chegou a figurar na pré-lista de convocados da Seleção para as Olimpíadas de Londres, mas acabou não sendo chamado.

O fato de atuar em mais de uma posição favoreceu venda, segundo o procurador. “Na Europa o pessoal vê a versatilidade do jogador. Pesou o fato de ele jogar nas duas posições”, declarou.

A venda do lateral praticamente completa o desmanche do chamado “time que encantou”, em 2011. Lucas Mendes é nono titular daquela equipe a deixar o Alto da Glória. Restam o zagueiro Emerson e o meia Rafinha.