A boa campanha do Coritiba na temporada 2010 e a união do elenco faz com que o capitão Jéci acredite em uma reedição da campanha de 2007, quando o Alviverde se sagrou campeão da série B e comemorou a conquista no Couto Pereira lotado.

Titular naquele ano vitorioso, Jéci já conhece os atalhos da segunda divisão e avisa que a tarefa será difícil. O primeiro objetivo, que era chegar no G4, já foi conquistado e agora é preciso manter o bom rendimento para crescer na competição. “Temos 10 partidas somente e ainda tem muita coisa para acontecer no campeonato. O difícil não é você conseguir as coisas, o difícil é manter. O grupo está com esse pensamento de se manter entre os quatro”, revela o zagueiro.

Mas o objetivo tem que ser sempre o maior. Por isso, a liderança e o título fazem parte das intenções Alviverdes neste ano. Jéci, que já sentiu o gosto de ser campeão e comemorar o título com a torcida coxa-branca, não pensa em outra coisa. “A liderança a gente sempre almeja. Quero ser campeão da série B de novo”, confessa, mas lembra que é preciso trabalho duro para chegar até lá e que “tudo tem o seu tempo”, não adianta ter pressa.

O primeiro passo é passar pelo Vila Nova nesta sexta-feira, sempre respeitando o adversário, tendo humildade e dando o seu melhor em campo. Confiança no grupo também faz parte. “Vamos procurar fazer a nossa parte, respeitando a equipe adversária. Temos que jogar pra cima para poder vencer a partida até mesmo porque os outros resultados nos favorecem. Tem que se impor. Pela maneira que temos atuado fora de casa, tenho certeza de que faremos uma boa partida”, conta o capitão.

É claro que o esforço de todos os atletas faz parte desta campanha invejável até agora, mas a expectativa mesmo é para a volta ao Couto Pereira. A raça, aquele “algo a mais” de empolgação que surge nos jogadores com a presença e apoio da torcida Coxa dará o embalo para a reta final da competição. “Vamos tentar manter entre os quatro até as coisas se reverterem e a gente voltar a jogar na nossa casa que é o Couto Pereira. Aí sim vamos com força máxima em todos os sentidos para que possamos abrir de vez do quinto e do segundo colocado para dar esse fôlego a mais que precisaremos para sermos campeões”, almeja Jéci.