Dois dias depois da demissão do técnico Gilson Kleina, o Coritiba precisou juntar os cacos e na manhã desta sexta-feira (3) realizou, sob o comando do ainda interino Pachequinho, o único treinamento antes do duelo contra o Corinthians, nestesábado (4), às 20h30, em São Paulo, pelo Campeonato Brasileiro. Depois de pouco mais de uma hora de conversa entre comissão técnica e jogadores, o clima ainda é de tristeza e lamentação pela saída de Gilson Kleina, que tinha o carinho dos jogadores, mas que não resistiu a mais uma sequência ruim de resultados na temporada.

“Eu, toda a comissão, os jogadores, recebemos com tristeza a saída do Gilson. Primeiro porque o Gilson é um amigo particular meu e a gente sabia da sua capacidade. É muito triste, mas infelizmente no futebol tem essa cultura e quero agradecer pelo tempo que ele esteve aqui trabalhando junto. Pude aprender muita coisa com ele e é um profissional que os jogadores adoram e que, infelizmente, por detalhes e resultados, que como falei, é a cultura do futebol quando você não ganha, sempre estou do lado do treinador”, lamentou Pachequinho.

O técnico interino ressaltou que tanto a comissão quanto os atletas estão cientes de que todo o grupo poderia terdado um pouco mais neste início do Campeonato Brasileiro e que, com resultados melhores, evitaria a saída de Kleina do clube, apesar de toda a pressão da torcida.

“Para mim é um pouco difícil assumir no lugar dele, sendo que você perde um grande profissional, uma grande pessoa e um grande amigo. Então, a gente conversou com os atletas e eles também têm esse sentimento. Todos nós e os atletas, principalmente, sabem que poderiam terdado mais eterfeito com que os resultados fossem melhores”, emendou.

A exemplo do que aconteceu na reta final do Campeonato Brasileiro do ano passado, Pachequinho assume o comando do Coxa em um jogo diante do Corinthians, em São Paulo. O ex-jogador, que faz parte da comissão técnica permanente do Verdão, se espelha naquele jogo para que o time consiga traçar, a partir deste duelo na Arena Corinthians, novos rumos no Brasileirão.