O Coritiba, definitivamente, não tem aproveitado o fator casa para reverter a vantagem nos jogos de volta. A exemplo do que aconteceu na final do Campeonato Paranaense, quando perdeu o título para o Atlético, em pleno Couto Pereira, o Verdão empatou com o Juventude em 2×2, nesta quinta-feira (19) à noite e se despediu de forma precoce da Copa do Brasil deste ano. Sem ter muito o que falar e sobre os protestos do torcedor alviverde, o time coxa-branca agora vai tentar se mobilizar novamente para retomar sua caminhada no Brasileirão, domingo (22), às 11h, diante do Santos, na Vila Belmiro.

O zagueiro Juninho, que não repetiu as boas atuações recentes, sobretudo por conta da sua possível transferência ao Flamengo, lamentou a eliminação e já foca no duelo contra o Santos, fora de casa. “Eliminações sempre são difíceis, ainda mais em um meio de semana onde temos um jogo importante contra o Santos, fora de casa. Então, temos que trabalhar para reverter o resultado e essa derrota que tivemos em casa”, declarou Juninho.

O volante João Paulo, que foi um dos poucos jogadores que pararam para dar entrevista na saída do campo, após o empate diante do Juventude, prometeu muito trabalho para a sequência da temporada de 2016. “É difícil falar nesse momento, mas agora vamos trabalhar”, emendou o volante alviverde.

O empate diante do Juventude em casa e a eliminação precoce da Copa do Brasil acabaram com a lua de mel entre a torcida e o time coxa-branca. Antes mesmo do apito final do árbitro, o torcedor alviverde protestou nas arquibancadas e, em coro, pediu mais raça ao time comandado pelo técnico Gilson Kleina. Desta vez, nenhum jogador se salvou e o grande alvo do torcedor foi o atacante Leandro, que mais uma vez teve uma atuação abaixo da média e desagradou o público presente no Couto Pereira.

Alterado

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) confirmou, no final da tarde de ontem, a mudança do local da partida entre Coritiba e Chapecoense, dia 1º de junho. Por conta da troca do plantio da grama de inverno, o gramado do Couto Pereira terá que ser preservado e o Coxa, em acordo com a diretoria do Paraná Clube, vai disputar a partida contra o time catarinense na Vila Capanema. O horário do duelo foi mantido e acontecerá às 21h.