Se dentro de campo o projeto do Coritiba é ambicioso – o time entra firme na busca pelo tetracampeonato estadual e trabalha para uma conquista nacional, após bater na trave nos últimos dois anos -, fora das quatro linhas segue o mesmo caminho. O clube inaugurou ontem uma série de melhorias previstas para o estádio Couto Pereira em 2013. Ontem foi apresentado o novo refeitório, destinado a atender os jogadores das categorias de base e os funcionários que trabalham na sede alviverde. “Dentro do nosso planejamento estratégico nós temos as nossas diretrizes. Uma dessas diretrizes é tornar o Coritiba o melhor clube do Brasil para se trabalhar. E pra se alcançar esse patamar, você tem que melhorar consideravelmente toda a infraestrutura de atendimento, não somente aos atletas, mas também aos nossos colaboradores”, afirmou o presidente Vilson Ribeiro de Andrade.

Na próxima semana, será a vez dos vestiários, que estão sendo remodelados, e serão entregues no primeiro jogo oficial no estádio, na próxima quarta-feira, às 19h30, quando o Coxa recebe o Paranavaí. Isso sem falar do grande projeto para o ano: a revitalização da reta da Mauá. “O Coritiba tem grandes dificuldades, mas, aos poucos, nós estamos fazendo melhorias. No estádio começamos com os alojamentos, depois o sistema elétrico e de iluminação, e agora com o refeitório. Ainda na semana que vem concluímos a também a melhoria dos vestiários. É um processo contínuo, e graças ao apoio da nossa imensa torcida e dos associados, que são de fato a razão da existência do clube”, explica.

Ainda sobre a nova reta da Mauá, Vilson Ribeiro afirma que o processo de licitação, que ainda não está concluído, foi dividido em três etapas, e que o grande presente fora de campo para a torcida estará em obras dentro de um mês. “Nós devemos na semana que vem lançar a licitação, que estamos dividindo em três partes: a cobertura, a parte do encadeiramento, junto com a estruturação, e a obra em si, com outra empresa. Nós devemos na semana que vem lançar a licitação, e depois os trâmites junto à Prefeitura, mas acredito que em fevereiro, até a segunda quinzena, devemos estar iniciando as obras”, finalizou.