A polêmica criada em torno do empréstimo ou não do Couto Pereira para o Atlético deverá passar pelo conselho deliberativo. De acordo com Omar Akel, presidente do legislativo do Coritiba, apesar da questão ser da alçada do G9, ele já entrou em contato com os dirigentes administrativos para expandir a discussão também entre os conselheiros e até aos associados.

Na visão dele, é preciso que fique bem claro as condições para que o Alviverde possa ceder o Alto da Glória ao rival. No entanto, o assunto ainda não entrou em pauta e pode demorar bastante.

“Queremos que o futebol do Paraná cresça, estamos prontos a ajudar um time vizinho, mas isso tem que ser bem combinado”, avisa Akel. Segundo ele, discutir isso numa reunião do conselho é o melhor caminho para se evitar polêmicas. “Tem muitas variáveis, como em que condições implica no comprometimento da imagem do estádio, se os sócios poderão assistir aos jogos, como ficam os proprietários de cadeiras, locatários dos pontos comerciais”, enumera o dirigente.

Além disso, os dois clubes teriam ainda que definir como ficaria um hipotético Atletiba no Couto com mando do Rubro-Negro. “Por tudo isso, a minha posição é de se ouvir o conselho e até a torcida”, completa.

De qualquer forma, o clube nem sabe se o rival irá solicitar o aluguel do Alto da Glória porque o projeto da Arena ainda está em fase inicial e nem há garantias de que saia do papel nos próximos meses.