O Coritiba parece mesmo ter depositado boa parte das fichas que ainda lhe restam no ano na disputa da Copa Sul-Americana. Não por acaso. É que contando com o jogo de hoje à noite, contra o Itagüí, pelas oitavas de final, a competição pode render ao clube, em oito jogos, um título internacional e vaga à Libertadores do ano que vem. Consequentemente, salva o planejamento do clube para a temporada e ainda atenua a pressão da torcida por resultados.

Tamanha é a importância depositada na Copa Sul-Americana que o presidente Vilson Ribeiro de Andrade e o superintendente de futebol Felipe Ximenes acompanharam de perto o último apronto antes da partida, realizado na tarde de ontem no CT da Graciosa. Por isso, o técnico Marquinhos Santos ressalta que o apoio da torcida é fundamental, independentemente da incomoda situação atravessada no Brasileiro, onde o Alviverde ocupa a 12.ª posição. ‘Temos uma porta aberta para a Libertadores, e uma conquista inédita para o clube. Então peço a presença do nosso torcedor. Que ele abrace o Coritiba”, destacou.