O lateral-direito Diogo Mateus, destaque da Ferroviária na disputa do Campeonato Paulista deste ano, é o terceiro da posição contratado pelo Coritiba somente em 2019. A chegada do jogador pode ser um indício dos problemas clínicos e físicos vividos por Felipe Mattioni até agora, que foi contratado para ser o dono da ala direita alviverde. No entanto, conviveu com duas lesões e fez apenas quatro jogos pelo time na temporada.

+ Leia mais: Coxa reforça o time pra Série B

Com Mattioni fora de combate, o lateral-direito Sávio, que chegou como uma aposta, nas palavras do executivo de futebol do clube, Rodrigo Pastana, ganhou a titularidade. O jogador, que se destacou na Série A2 do Paulistão pelo Votuporanguense, conseguiu fazer bons jogos até agora e vai brigar diretamente com Diogo Mateus pela titularidade.

A chegada de Diogo Mateus também dá experiência ao time coxa-branca, já que o jogador já tem um acesso conquistado na carreira, em 2015, pelo Vitória. O novo reforço sabe o caminho das pedras para conseguir recolocar o Coritiba na elite do futebol brasileiro.

+ Veja ainda: Coritiba vê Couto Pereira ficando vazio e sem vitórias

“A vontade de vencer tem que ser maior, não importa o campeonato. Em qualquer competição tem que ter um equilíbrio. Às vezes as coisas não vão acontecer da forma como a gente quer, mas vai na raça e na vontade. É importante que tenham as duas coisas, pois é impossível alcançar algo sem qualidade técnica. Aqui tem um grupo forte e estamos unidos para buscar coisas grandes”, afirmou o jogador.

Diogo Mateus chega com moral ao Coritiba, depois de ficar entre os melhores laterais-direitos do Campeonato Paulista. O novo contratado destacou o bom momento que viveu na Ferroviária, mas prefere deixar pra trás e pensar apenas no Verdão.

+ Confira também: Coxa já tem um time-base pra iniciar a Série B

“A Ferroviária me acolheu ano passado e neste ano conseguimos uma boa participação. Jogamos de igual para igual com o Corinthians e tive a felicidade de fazer um gol importante. Fico feliz pelo reconhecimento e espero dar continuidade aqui. O Paulistão foi bom, mas ficou para trás. Agora tenho que viver o presente. Quando recebi a proposta, não pensei duas vezes, pois é um clube muito grande. O sonho agora é voltar para a elite do futebol brasileiro e tenho certeza que vamos conquistar”, concluiu.

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do Trio de Ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!