Se Pereira garante estar preparado para voltar ao time após quatro partidas de fora, Demerson também avisa que Atletiba é “gostoso” de jogar e está preparado.

Na única vez que ele enfrentou o Atlético, o defensor mostrou o mesmo bom futebol que vem apresentando e não perdeu. “Participei do primeiro Atletiba do ano passado, foi 0 a 0, e a sensação é muito gostosa. É um clássico gostoso de ser disputado, ainda mais como esse que vai ser disputado no domingo e esperamos ter um dia feliz porque a semana tem sido muito boa”, analisa Demerson.

Por enquanto, ele vive a mesma expectativa do companheiro Pereira. “Não tem nada definido, a decisão vai ficar com o professor Ney (Franco, técnico), ele não trabalhou taticamente a equipe e eu estou na expectativa. Se ele optar por me colocar vou ficar muito feliz e, se colocar o Pereira, a gente também vai em busca do título que vai ser muito bom”, avalia.

Mas é melhor ser titular ou campeão? “A gente está aqui no intuito de ajudar, independente de jogar ou não, e creio que o mais importante no domingo é fazer um bom jogo e conquistar o título, que vai ser mais importante”, aponta.

De qualquer forma, a definição só sai hoje à tarde no gramado do Couto Pereira com portões fechados. Como Ney mesmo já tinha antecipado após a partida contra o Operário, a escalação só sai momentos antes do clássico e, por isso, a imprensa não terá acesso a esse trabalho.

Além de tirar essa dúvida entre Pereira e Demerson, o treinador já confirmou que o volante Leandro Donizete retorna após ter sido poupado contra o Fantasma. Amanhã, o time trabalha pela manhã no CT da Graciosa e já entra em regime de concentração num hotel do Centro.