A controversa atuação dos homens do apito na última rodada do Paranaense, nas partidas que envolveram Coritiba e Londrina, equipes que vivem situações opostas dentro da competição e que se enfrentam amanhã às 16h, no Estádio do Café, pelo encerramento da primeira fase, deixou a diretoria do Tubarão em estado de alerta. “Existe sim essa preocupação com a arbitragem, e ela não é de agora. O Londrina já foi prejudicado ano passado, e não queremos que isso nos ocorra novamente esse ano”, dispara o gestor do clube do interior Sérgio Malucelli.

A apreensão da diretoria londrinense pelo fator extra-campo transcende a necessidade de a equipe da casa conquistar o resultado positivo contra o Coritiba, atual líder do Paranaense com 18 pontos, para se avançar à fase de mata-mata. É histórica. O último confronto entre as equipes no Café, pelo Estadual do ano passado e vencido pelo Coxa por 1 x 0, foi recheado de polêmicas, inclusive envolvendo a arbitragem.

Na oportunidade, quem vencesse a partida, válida pela última rodada do primeiro turno, conquistaria vaga à finalíssima da competição de maneira antecipada, e o gol do jogo, anotado pelo meia Alex à época foi alvo de muita reclamação por parte do Tubarão, e até hoje é motivo de discórdia em Londrina – a bronca é que o árbitro Felipe Gomes da Silva não assinalou um pênalti cometido pelo zagueiro Pereira no início da jogada. No saldo da confusão, que só teve fim com a intervenção da Polícia Militar, o time do interior ainda teve um atleta expulso.

Pelo acontecimento, o técnico Dado Cavalcanti sabe que o Alviverde – que teve a atuação da arbitragem bastante contestada no empate em 2 x 2 contra o Prudentópolis, quarta-feira passada- vai até Londrina estigmatizado por um suposto favorecimento da arbitragem, mas prega que o resultado seja definido dentro das quatro linhas. “Fiquei sabendo do que aconteceu (ano passado), mas não podemos entrar nesse mérito. A gente espera que tudo possa correr bem, e se você fica falando muito do extra-campo acaba esquecendo o mais importante, que é justamente o jogo. Então é só tratar do jogo, acho que vai ser um jogo bom e que o resultado venha dentro do campo”, afirma o treinador.