enkontra.com
Fechar busca

Coritiba

Coritiba

Coritiba

Coritiba terá força máxima para encarar o Jotinha

Mesmo assim, o técnico quebra a cabela para definir seu time titular

  • Por Rafael Nascimento

A máxima popular que diz “chegou a hora de separar os homens dos meninos” se encaixa como uma luva no atual cenário do Coritiba. A partir de agora, o elenco, que vinha dividido, com os reservas atuando pelo Campeonato Paranaense, enquanto os titulares seguiam em ritmo forte de preparação, está unificado. Quinta-feira, contra o J. Malucelli, o técnico Marquinhos Santos terá em mãos a força máxima.

O Expressinho cumpriu bem seu papel, não somente por ter entregado o time na segunda colocação do Estadual, mas, principalmente, por apresentar boas peças de reposição ao treinador. A expectativa, agora, com os titulares em ação, é que o nível técnico aumente, proporcionalmente à cobrança da torcida por resultados.

O presidente Vilson Ribeiro de Andrade está confiante no aumento do rendimento, já a partir de quinta-feira. “Não tenha dúvidas, nós estamos confiantes. É um jogo importantíssimo e aos poucos o time vai encorpando, consolidando e colocando para jogar aqueles profissionais que estão em melhores condições. Com esse plantel(sic) nós podemos chegar mais, e queremos mais”, aponta.

O balanço do trabalho, até aqui, é positivo. Embora ainda não apresente o entrosamento ideal, o grupo se mostra bem condicionado. Da formação alternativa, que atuou nas três primeiras rodadas da competição, vários jogadores aproveitaram as oportunidades. Um exemplo é Chico, que já atuou em diversas posições, mas se achou como zagueiro – posição de deve disputar daqui em diante. Outro foi o prata da casa Djair, que atuou com solidez na marcação e é uma boa alternativa na saída de jogo. Além dele, o volante Júnior Urso cresceu de rendimento, junto com o meio-campo Robinho, sempre muito bem taticamente.

Sem falar nos atacantes Júlio César e Arthur, que foram acionados na vitória frente ao Cianorte (2 x 0) e deram conta do recado. Bom para Marquinhos Santos, que agora tem o problema que todo treinador gosta: vários candidatos a titulares e poucas vagas. “Não tenho uma equipe definida, mas tenho um plantel (sic) qualificado. O elenco nos proporciona a cada rodada estar lançando atletas para que ganhem ritmo sem perder a qualidade da competição. É um grupo forte e daqui a pouco vamos deixá-lo homogêneo”, disse.

O certo até agora é que, independentemente de quem atuar, Alex será o maestro da equipe, já no jogo contra o Jotinha.

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

3 Comentários em "Coritiba terá força máxima para encarar o Jotinha"


José Luiz Cesar
José Luiz Cesar
6 anos 6 meses atrás

e tudo conseguido com esforço, suor e trabalho da MAIOR, mais TRADICIONAL e CAMPEONÍSSIMA torcida do Estado e seus Dirigentes!!! ORGULHO de ser COXA BRANCA DO ALTO DE TANTAS GLÓRIAS!!! e o resto??? ah! o resto deixa que o gato joga areia em cima…

Mauricio Ferreira
Mauricio Ferreira
6 anos 6 meses atrás

O mais cômico é que os poodles acham que quando o time principal deles voltar as coisas serão diferentes…kkkkk patetada…esse é apenas o time que subiu em 4º lugar na segundona…não ganha Paranaense, nem C. do Brasil e será rebaixado na Série A!

Carlos Montagner
Carlos Montagner
6 anos 6 meses atrás

*comentário removido por estar em desacordo com os termos de uso*

wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas