Nas vésperas de clássicos locais, Coritiba e Grêmio tentam administrar os cartões amarelos para entrarem em campo contra os rivais com menos desfalques possíveis.

No Alviverde, nada menos do que dez jogadores estão pendurados, justamente antes do importantíssimo confronto contra o Atlético. Enquanto os gaúchos também estão em apuros, já que seis entram em campo com dois cartões amarelos cada.

No Coxa, a ideia é não pensar muito nisso e tentar jogar normalmente para buscar a recuperação no Brasileirão. O jogo contra o Tricolor será às 16h de domingo no Olímpico.

“Acho que a gente não tem que pensar no cartão, tem que entrar na partida e se tiver que tomar o cartão vai tomar e ficar fora do clássico”, avisou o meia Pedro Ken.

Ele é um dos que estão com dois amarelos e precisam se cuidar, mas diz que ninguém pode se dar ao luxo de se poupar com o time ainda em situação difícil. “Todo mundo quer jogar todos os jogos, mas se for uma necessidade da partida não tem que ficar pensando em se poupar para o Atletiba, porque às vezes um ponto perdido num jogo como esse pode decretar o rebaixamento ou coisa assim”, avaliou o jogador do Coritiba.

E no Grêmio, a situação não é diferente e também gera polêmica. Entre os pendurados lá está o meia Tcheco, mas ele garante que também vai 100% para a partida e sem pensar no Internacional.

“O jogador não pode atrapalhar a equipe por causa disso. Todos os times têm jogadores pendurados, não podemos pensar lá na frente, temos que pensar agora e não se preocupar com cartão. Não tem essa questão de se preservar”, disse o jogador à imprensa porto-alegrense. No Tricolor são seis os pendurados.

No Alviverde, quem corre o risco de não enfrentar o Rubro-Negro no clássico é, além do próprio Pedro, os zagueiros Dirceu e Pereira; o lateral-direito Rodrigo Heffner; o volante Rodrigo Pontes; os meias Carlinhos Paraíba e Marcelinho Paraíba e os atacantes Bruno Fressato, Marcos Aurélio e Thiago Gentil.

Alguns deles nem serão relacionados por opção do treinador ou por contusão, mas a base da equipe poderá deixar o time sem algumas boas opções para o confronto contra o Atlético, no dia 25 no Couto Pereira.