Ao que tudo indica o nome do Coritiba ficará perpetuado por um longo tempo no Guinness Book – o livro dos recordes. A marca histórica de 24 vitórias consecutivas, alcançada em 2011, esteve seriamente ameaçada pelo Rangers, tradicional time da Escócia. No entanto, graças a um empate em 1×1 diante do Stranraer, válido pela 3ª divisão escocesa, a equipe teve sua série de triunfos limitada a 20 vitórias.

Comemorada como um verdadeiro título pelos lados do Alto da Glória, o feito foi alcançado graças à expressiva campanha consolidada no primeiro semestre de 2011. Na oportunidade a equipe formada por Edson Bastos; Jonas, Pereira, Emerson e Lucas Mendes; Leandro Donizete, Léo Gago, Rafinha e Davi; Anderson Aquino e Bill sagrou-se bicampeã paranaense por antecipação, após goleada de 3×0 sobre o Atlético e em plena Arena da Baixada, na casa do arquirrival – gols de Bill, duas vezes, e Leonardo. Bem montado taticamente pelo técnico Marcelo Oliveira, o time deu continuidade a série de sucessos também na Copa do Brasil. No entanto, mesmo alcançando 24 vitórias consecutivas o Alviverde não teve forças para se impor frente ao Vasco, e concluiu sua participação com o vice-campeonato da competição. A marca histórica, que é lembrada até hoje, acabou por coroar um dos momentos mais vitoriosos do clube nos últimos anos.