No vai-e-vem do mercado da bola os jogadores estrangeiros estão em pauta pelos lados do Coritiba. Com o empréstimo do meia Dario Bottinelli a trinca de argentinos composta também pelo zagueiro Escudero e o lateral-esquerdo Raul Ibérbia começa a ser desfeita.

Em contrapartida, outros gringos podem desembarcar no Alto da Glória. Raul Ruidiaz, que é jogador do Alviverde até 2015, pode retornar do Peru, e o atacante Luis de la Cruz, revelação do Guarani do Paraguai, chegar por empréstimo.

Pelo setor internacional de embarque e desembarque do aeroporto Afonso Pena devem passar nos próximos dias os primeiros reforços e dispensas do clube para a temporada 2014.

Embora a diretoria alviverde tenha como prática não comentar a movimentação dos bastidores, a imprensa paraguaia já dá como certa a primeira contratação do clube.

Trata-se de Luis de la Cruz, atacante de velocidade que defende o Guarani, equipe da primeira divisão no país vizinho. Apesar de ser tratado como uma revelação pra lá da Ponte da Amizade o forte do jogador, de 22 anos e que atua como profissional desde a temporada 2010/2011, não é balançar as redes.

Desde que subiu das categorias de base do Guarani para o time profissional o atacante atuou, entre competições nacionais e a Copa Sul-Americana, em 97 partidas, onde marcou somente 5 gols – 4 deles na atual temporada.

O próprio Luis de la Cruz à uma rádio de Assunção, capital do Paraguai, demonstrou otimismo em acertar com o Coritiba. “Agora estou me interando que vou jogar em um clube de futebol do Brasil chamado Coritiba. Tomara que dê certo”, disse. Se confirmada a contratação, o jogador vem por empréstimo de seis meses, e com a opção de compra após o período.

Outro atleta que pode chegar para reforçar o setor de ataque – ponto fraco do elenco Coxa – é o peruano Raul Ruidíaz. Apesar de ter passado despercebido pelo Alto da Glória – onde sob o rótulo de “Messi peruano” chegou em agosto do ano passado, mas não marcou um único gol-, por manter vínculo contratual por mais duas temporadas com o atacante o clube pode exercer seu direito e solicitar seu retorno.

Por conta de problemas familiares Ruidíaz pediu para voltar ao Peru em março, ainda no transcorrer do Campeonato Paranaense. Em sua terra natal o jogador ganhou status de peça chave do Universitário na conquista do campeonato nacional e, de quebra, com os 21 gols marcados foi o artilheiro da competição. Plenamente adaptado, por hora Raul Ruidíaz não quer saber de voltar ao Coxa.

Ao diário Correo, do Peru, o jogador afirmou que seu desejo é disputar a Copa Libertadores do ano que vem. “Eu quero continuar na ‘U’ (sic) e meu empresário (David Pezúa) é quem está vendo todos esses temas com o Coritiba. Mas eles sabem qual é a minha decisão”, declarou.

Já foi

Fora dos planos do Coritiba para 2014, o meia argentino Dario Bottinelli defenderá, por empréstimo, o Universidad Católica, do Chile, na próxima temporada.

Contratado a peso de ouro para formar uma espécie de quarteto mágico, ao lado dos meias Alex, Rafinha e Robinho, o jogador foi pouco aproveitado e não correspondeu à grande expectativa criada sobre seu futebol.

Muito em função de uma grave lesão sofrida em fevereiro, quando em um despretensioso treino coletivo o meia Lincoln – que também deve tomar outros ares ano que vem – fraturou o tornozelo esquerdo do jogador após um carrinho mal executado.

“Ele nunca havia tido uma contusão grave, e essa foi gravíssima. Ficou cinco meses parado, e teve que colocar 18 parafusos, não é uma coisa simples. Acabou com a passagem dele pelo Coritiba. Lamentavelmente”, disse o agente do jogador, Jorge DiNatale.

O Corit,iba ainda precisa acertar algumas pendências financeiras com o atleta, referente a direitos de imagem, mas mantém contrato com o argentino até dezembro do ano que vem.