O torcedor deixou o Couto Pereira no começo da noite de ontem um pouco chateado, mas sabe que o resultado contra o Fluminense era o que menos importava. Os cariocas venceram o amistoso que abria o ano do centenário do Coritiba por 1 a 0 na apresentação oficial do elenco alviverde, que agora começa a trabalhar efetivamente para a estreia no Campeonato Paranaense 2009.

A estreia na competição será no próximo domingo, dia 25, às 19 horas, contra o Iraty, também em casa, e a tendência é que o rendimento melhore bastante com o técnico Ivo Wortmann ajustando mais a formação tática do Coxa.

Como já era esperado, a partida contra o Fluminense seria num ritmo bem diferente da Série A do Brasileirão no ano passado. Mais ainda em ritmo de pré-temporada e as duas equipes sem o fôlego ideal, sem o entrosamento previsto pelos treinadores e com os jogadores visivelmente se poupando para quando valer mesmo.

E daí? Para a torcida do Coritiba o que valeu mesmo foi matar a saudade do time em campo, de René Simões e de se despedir de Keirrison. O craque artilheiro se mandou para o Palmeiras, mas o estádio se levantou para aplaudir o menino, que agora vai marcar gols pelo Palmeiras.

René também foi bastante aplaudido, como todo o elenco alviverde, que entrou em campo seguindo a numeração fixa a ser utilizada na temporada. Mesmo quem não estava relacionado para a partida deu as caras e se mostrou aos torcedores.

A torcida, por sinal, poderia ter sido maior, mas em alta temporada e com a chuva que castigou a cidade o público acabou sendo razoável. E esse pessooal viu uma boa partida. Como só valia para dar entrosamento e abrir a temporada do centenário, os jogadores estavam mais soltos e mostraram um bom toque de bola.

E esse bom toque de bola melhorou um pouco no 2.º tempo. Principalmente porque os reservas queriam mostrar serviço. Mas o Flu foi melhor e Edson Bastos teve que fazer duas grandes defesas. A pressão era maior dos cariocas e o gol acabou saindo no final da partida, quando as duas equipes estavam mais na empolgação do que propriamente atuando como uma equipe disciplinada.

Aí valeu a técnica de Tartá, que já quase no final do jogo, aos 36 minutos, soube aproveitar uma boa bola no meio da defesa coxa e tocou na saída de Bastos para deixar sua marca no amistoso.

AMISTOSO

Coritiba 0 x 1 Fluminense

Coritiba

Vanderlei (Edson Bastos, 1 do 2º.); Claiton (Renatinho, 37 do 2º.), Rodrigo Mancha (Dirceu, 33 do 2º.) e Felipe (Lucas Mendes, 33 do 2º.); Márcio Gabriel (Rodrigo Heffner, 20 do 2º.), Rodrigo Pontes (Leandro Donizete, 41 do 1º.), Pedro Ken (Dinelson, 41 do 1º.), Carlinhos Paraíba (Douglas Silva, 1 do 2º.) e Vicente (Guaru, 1 do 2º.); Marlos (Adriano, 19 do 2º.) e Marcos Aurélio (Ariel Nahuelpán, 41 do 1º.).

Técnico: Ivo Wortmann

Fluminense

Fernando Henrique (Ricardo Berna, 28 do 2º.); Wellington Monteiro (Mariano, 1 do 2º.), Edcarlos (Sandro, 28 do 2º.), Luís Alberto (Cássio, 1 do 2º.) e Leandro (João Paulo, 12 do 2º.); Jailton (Fabinho, 1 do 2º.), Diguinho (Fernando, 1 do 2º.), Leandro Domingues (Leandro Bomfim, 1 do 2º.) e Conca (Marquinho, 1 do 2º.); Leandro Amaral (Tartá, 1 do 2º.) e Roger (Alan, 1 do 2º.).

Técnico: René Simões

Local: Couto Pereira

Árbitro: José Ricardo Bigaski Stolle (PR)

Assistentes: Aparecido Donizete Santana (PR) e José Amilton Pontarollo (PR)

Gol: Tartá aos 38 do 2º. tempo

Renda: R$ 63.620,00

Público pagante: 6.111

Público total: 7.920