Parafraseando Carlos Drummond de Andrade, “e agora, Coritiba?” Apático e sem forças, o time alviverde perdeu, mais uma vez, fora de casa, pelo Campeonato Brasileiro. Desta vez, o Coxa caiu diante da Ponte Preta, pelo placar mínimo e, conforme for o complemento da rodada, pode entrar na zona de rebaixamento.

O torcedor alviverde até pensou que hoje as coisas poderiam ser diferentes. A equipe iniciou bem a partida e pressionou a Ponte Preta. Porém, a Macaca também mostrava que queria jogo e chegava com perigo contra a meta de Vanderlei. Mesmo assim, as melhores chances eram do Coritiba, criou três boas oportunidades de abrir o placar.

Contudo, no momento em que era melhor no jogo, veio o gol da Ponte. Aos 30 minutos, Uendel escapou de Luccas Claro e Gil e bateu cruzado. Vanderlei não chegou na bola e os donos da casa abriram o marcador.

Sem inspiração, Coxa não fura retranca

A inspiração que o time vinha tendo na partida acabou após tomar o gol. O Coritiba até conseguia tocar a bola, mas não criava oportunidades para chutes a gol. Pior. Passou a insistir em chuveirinhos para a grande área e, mesmo quando a zaga da Ponte batia cabeça, os jogadores do Coxa tratavam de desperdiçar as jogadas.

Satisfeita com o resultado, a Ponte tratou de se fechar e tentar explorar os contragolpes e também pouco produziu na segunda etapa. O técnico Péricles Chamusca ainda tentou dar um novo ânimo com as entradas de Lincoln, Jânio e Bill, mas não obteve sucesso. Bill, por sinal teve uma boa chance aos 40 minutos, após receber um passe de Alex, que anda devendo um bom futebol para o torcedor Coxa Branca, mas o atacante deixou a bola escapar.

O Coritiba agora terá uma pedreira pela frente. Vai encarar o Cruzeiro, líder do campeonato, que venceu o Fluminense nesta rodada. A partida será no Couto Pereira, às 18h30.