O Coritiba cumpriu a promessa feita ao longo da semana e não facilitou para o Londrina. Com o poder de escolher seu adversário na decisão, o Coxa derrotou o Londrina por 3 x 1 e agora enfrentará o Atlético na final, conforme a preferência da maioria dos seus jogadores.

O Furacão agradeceu. Em Ponta Grossa, sofreu sua única derrota no returno – 4 x 1 para o Operário – e por 14 minutos chegou a perder a liderança do segundo turno para o Tubarão. Foi no período em que o LEC esteve à frente do Coxa por 1 x 0 e enquanto o Operário ganhava por 1 x 0. Mas o time londrinense tomou a virada e terá que se contentar com vaga na Série D do Campeonato Brasileiro e a decisão do interior.

Após o jogo, a equipe do Tubarão lamentou o regulamento da competição, já que terminou o campeonato empatado com o Coritiba na pontuação geral – 48 pontos -, mas com melhor campanha, e mesmo assim não está na final. “Fica um sentimento de frustração”, desabafou o técnico Cláudio Tencati.

Esse título simbólico entre as melhores de fora da Capital será entre Londrina e Operário. Apesar da goleada em cima do Atlético, o Fantasma não conseguiu se classificar para a Série D – vaga que ficou com o J.Malucelli, após vitória por 1 x 0 contra o Toledo, no Ecoestádio.

Na briga contra o rebaixamento, o Paranavaí confirmou a queda. Com a derrota por 3 x 0 para o Paraná Clube, dentro de casa, o Vermelhinho foi rebaixado junto com o Nacional, que ontem conseguiu empatar por 2 x 2 contra o Cianorte. Quem festejou os resultados da última rodada foi o Rio Branco, que poderá comemorar o centenário na elite do futebol paranaense.