Foi sofrido, foi complicado. Mas foi muito importante, talvez a mais importante vitória do Coritiba nesta temporada. Na manhã fria de ontem, o Coxa venceu o Sport por 3×2 e saiu da zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro. O resultado foi construído pelo poder de reação do time, algo raro em 2016, e teve a decisiva participação dos veteranos. Kléber, que marcou um gol, e Juan, com duas assistências, levaram o Cori a encerrar o jejum de vitórias no Brasileirão.

O jogo mostrou uma nova virtude do Coxa sob o comando de Pachequinho. Foi justamente essa tranquilidade que o time demonstrou em momentos de tensão. Isto porque o Sport abriu o placar com Diego Souza quando os donos da casa já eram melhores. E os pernambucanos marcaram porque o defesa alviverde repetiu erros de outras rodadas. No cruzamento de Edmílson, todos marcaram a bola, e quando Gabriel Xavier errou o chute, Diego Souza apareceu livre para marcar. Wilson até defendeu dois chutes, mas no terceiro a bola entrou. Enquanto isso, sete jogadores olhavam o desespero do goleiro coxa-branca.

O Coritiba assimilou o gol com mais serenidade. Tanto que voltou a dominar e conseguiu o empate com Ruy, em boa jogada ofensiva. Juan cobrou lateral para a área, Juninho desviou e o meia se antecipou a Matheus Ferraz para deixar tudo igual. A virada poderia vir ainda no primeiro tempo, mas só veio nos minutos iniciais da etapa final. Pressionando a saída de bola, Vinícius roubou, tocou para Juan, que deixou Kléber na cara de Magrão. O Gladiador tocou com categoria e virou a partida.

Como o Sport não tinha poder ofensivo (Edmílson teve uma atuação abaixo da crítica), parecia que o jogo se estabilizaria com o domínio alviverde. Mas outro erro defensivo deixou o ambiente tenso no Couto Pereira. Everton Felipe cruzou, Gabriel Xavier obrigou Wilson a se virar para defender, e Diego Souza apareceu de novo livre e marcou de calcanhar. Os três meias do Leão participaram dos gols – o que mostra que as atuações de João Paulo e do estreante Edinho foram apenas regulares. E os dois gols saíram pela direita do ataque visitante – o que mostra que a fase de Carlinhos realmente é ruim.

O que poderia virar um tormento começou a se acalmar com a expulsão de Matheus Ferraz após falta dura em Kléber. E o gol da vitória saiu dos pés de Juan, que cobrou escanteio na cabeça de Luccas Claro. O zagueiro marcou e saiu berrando, como se tentasse arrancar a grito o Coritiba da zona de rebaixamento. A expulsão de Juan no final da partida poderia preocupar, mas a consciente atuação alviverde – uma das boas notícias da vitória de ontem – evitou que o trauma do gol sofrido nos últimos minutos fosse repetido. Ao apito final, veio o alívio e a certeza de que é possível escapar das últimas colocações. Mas que há muito a melhorar, até porque depois de amanhã o Coxa recebe o Palmeiras.

Duas faces! Leia mais sobre o futebol paranaense na coluna do Mafuz!