No encerramento da temporada 2013, onde torcida e os jogadores do Coritiba viveram fortes emoções ao assegurar a permanência da equipe na Série A somente na última rodada do Brasileiro, a diretoria firmou uma parceria que veio bem a calhar. O Hospital Cardiológico Costantini, referência em medicina esportiva, passa a fazer o acompanhamento cardiológico dos atletas do clube.

“O ano de 2013 foi realmente difícil, principalmente nos últimos quatro meses. Foram muito difíceis e ficou muito aquém das expectativas do torcedor, dos nossos sócios e também da diretoria”, analisou o presidente Vilson Ribeiro de Andrade. O motivo da lamentação do mandatário alviverde foi a queda livre no rendimento do time ao longo da temporada. Depois da conquista do Campeonato Paranaense pelo quarto ano consecutivo, e sobre o tradicional rival Atlético, o Alviverde dava mostras ao torcedor de que a sequência do ano seria bem-sucedida. Longe disso. A eliminação na Copa do Brasil, ainda na segunda fase e para o desconhecido Nacional do Amazonas (5×1 no placar agregado), no transcorrer do primeiro semestre representou a primeira grande decepção na temporada. Com o golpe ainda em processo de absorção, o mesmo time alcançaria a liderança no Campeonato Brasileiro durante as dez rodadas iniciais. Só que a irregular campanha acumulada em 2013 reservaria ainda outros altos e baixos. O sonho de uma grande conquista na temporada, na primeira participação do clube na fase internacional da Copa Sul-Americana, desmoronou com outra eliminação precoce – desta vez para o Itagüí da Colômbia. O martírio se estendeu até a última rodada do Brasileiro quando, enfim, o Coxa se garantiu na elite do futebol nacional.

Para evitar que 2014 seja novamente marcado por contrastes, Vilson Ribeiro de Andrade garante já trabalhar intensamente no planejamento do próximo ano. Entretanto, se o trabalho não condizer à expectativa, o clube já tem como parceiro o Hospital Cardiológico Costantini. “A instituição Coritiba não poderia ficar fora desse projeto. A excelência na qualidade de atendimento aos nossos atletas é fundamental e o Hospital Costantini é referência na área cardiológica”, afirmou o dirigente.

Pelo acordo, assinado na manhã de ontem, todos os exames de rotina e complementares do elenco principal, e ainda dos jogadores das categorias de base, no que diz respeito à cardiologia, serão realizados no hospital. O convênio não estabelece nenhuma compensação financeira, e como contrapartida a marca do Hospital Cardiológico Costantini será exposta em publicidade e ações no Couto Pereira. “A parceria com o Coritiba é importante por ressaltar o nível que o serviço adquiriu ao longo do tempo com a medicina esportiva, já que o Coritiba é uma equipe de referência a nível nacional”, disse o diretor científico do hospital, Costantino Ortiz Costantini.