Mais próximo da zona de rebaixamento depois da derrota sofrida para o Palmeiras por 2×1, no último sábado, em São Paulo, o Coritiba vira a chave e hoje, às 21h45, no Estádio Mário Kempes, em Córdoba, na Argentina, vai tentar reverter a vantagem do Belgrano e avançar para as quartas de final da Copa Sul-Americana. Depois de perder, semana passada, no Couto Pereira, por 2×1, o time coxa-branca terá que vencer os argentinos por 2×0 ou por um gol de diferença desde que marque três para avançar de fase na competição internacional.

Por isso, o técnico Paulo César Carpegiani vai colocar um time bastante ofensivo para este compromisso na Argentina. “É importante termos opções e poder escalar um time mais agressivo, mais ofensivo. Por essa vez, diferente do que foi contra o Palmeiras, nós temos condições”, apontou o comandante alviverde.

No jogo de ida, o treinador esperava um duelo de mais força física, sobretudo pela característica dos times argentinos. O treinador, no entanto, foi surpreendido de certa forma, já que o Belgrano se apresentou de uma forma muito técnica, colocando a bola no chão e acabou criando muitas dificuldades para a defesa alviverde.

“Não que foi um adversário desconhecido e não que fomos surpreendidos. Não entro nesse lado, mas agora temos condições de poder escalar um time mais próximo daquilo que a gente quer. Contra o Palmeiras tivemos enormes dificuldades e, para esse jogo, acredito que a escalação nos dá condições de reverter essa situação”, cravou Carpegiani.

A torcida do Belgrano que, na semana passada, veio em grande número para Curitiba e fez uma grande festa, não assusta o time coxa-branca. Por isso, o lateral-esquerdo Juan, que não atuou no jogo de ida por causa de uma entorse no tornozelo, não teme a pressão dos argentinos e quer o Coxa atuando com inteligência para conseguir a classificação.

“Jogo na Argentina é assim. Muita pressão da torcida, casa cheia. Eles fazem muito barulho e a gente tem que saber controlar bem, para não deixar o time deles inflamar e crescer com o apoio da torcida. A gente está indo com um grande objetivo, que é buscar a classificação. Temos que saber jogar o jogo, a forma de jogar, ser inteligente. Temos que saber jogar com a bola no pé e, quando tiver esse controle, criar volume de jogo, criar chances e buscar estar sempre ameaçando o gol do adversário”, declarou ele.

A única dúvida do técnico Paulo César Carpegiani para esse jogo está na lateral-direita. O zagueiro Walisson Maia, que tem atuado por esse setor, foi poupado do treinamento de segunda-feira, ainda em Curitiba, mas viajou e deve atuar. Se o defensor não reunir condições, Dodô deverá ser o titular.

No meio de campo, para dar mais qualidade na saída de bola e sem perder o poder de marcação da equipe, Carpegiani optou pela volta do volante Alan Santos no lugar de Edinho. Na criação, o meia-atacante Vinicius ganhou a vaga de Gonzalez. Na frente, Leandro, que cumpriu suspensão diante do Palmeiras, volta na vaga de Yan Sasse e, assim, forma o trio ofensivo ao lado de Iago e Kazim.

FICHA TÉCNICA

COPA SUL-AMERICANA
Oitavas de final – Jogo de Volta

Belgrano x Coritiba

Belgrano
Olave; Rojas, Aveldaño, Lema e Luna; Lértora, Alvarez Suárez, Luján, Velázquez e Matías Suárez; Claudio Bieler.
Técnico: Esteban González

Coritiba
Wilson; Walisson Maia (Dodô), Nery Bareiro, Juninho e Juan; João Paulo, Alan Santos e Vinicius; Iago, Leandro e Kazim.
Técnico: Paulo César Carpegiani

Local: Estádio Mário Kemes (Córdoba-ARG)
Horário: 21h45
Árbitro: Julio Bascuñán (CHI)
Assistentes: Christian Schiemann (CHI) e Raul Orellana (CHI)