O jogo contra o Paranavaí será apenas amanhã, às 19h30, mas o Coritiba já está preocupado não só com este confronto mas com a dura sequência que terá pela frente no Paranaense e pela Copa do Brasil.

Isso porque depois do Vermelhinho, o time retorna para casa para receber o Rio Branco no Couto no domingo e põe novamente o pé na estrada na semana que vem, para encarar o Holanda em Manaus, na quarta-feira que vem, em mais uma desgastante viagem. Por isso, todo o cuidado é pouco e tudo está sendo feito para reduzir ao máximo o desgaste dos atletas em nove mil quilômetros percorridos.

“É uma maratona. Com essa sequência de jogos, nós não estamos mais preocupados com o treinamento e sim com a recuperação desses jogadores, que têm jogado os 90 minutos”, justifica o técnico Ivo Wortmann.

Para ele, o mais importante é que os jogadores estão demonstrando superação. “Não é fácil viajar o que estamos viajando. O desgaste da volta, do jogo atuando com aquele calor é complicado e, felizmente, o importante é que o resultado nós conseguimos com mais uma boa vitória fora de casa”, comemora o treinador alviverde.

Por isso, contra o ACP, o Coritiba repete a tática usada na semana passada e manda o pessoal de apoio de ônibus com todo o material necessário. A saída será de manhã enquanto os jogadores vão de avião até Maringá e encontram com o resto do pessoal. De lá, todos seguem juntos para Paranavaí e evitam ao máximo o desgaste da viagem.

“Tudo que for possível fazer para não causar desgastes desnecessários faremos. Indo de avião o tempo de trânsito é bem menor, há conforto e a recuperação deste tipo de viagem é bem mais tranquila”, explica Paulinho Alves, supervisor de futebol.

E quem comemora a logística alviverde também é o preparador físico Glydston Ananias. “Acreditamos que as condições sejam bem parecidas ou próximas às do último jogo em Foz, com muito calor. Por isso foi importante a iniciativa e podemos realizar uma atividade proveitosa de manhã e de tarde uma rápida viagem. A preocupação que temos surge da maratona que vamos enfrentar nos próximos dias. Toda iniciativa para poupar os atletas é muito boa”, analisa o profissional. No entanto, a volta será com todos no ônibus logo após a partida no Waldomiro Wagner.