enkontra.com
Fechar busca

Coritiba

Coritiba

Coritiba

No limite

Coritiba empata com o Operário e se classifica no Paranaense

Coxa saiu na frente, levou a virada, mas arrancou o 2×2 e avançou na Taça Barcímio Sicupira. Fantasma também se garantiu

  • Por Juliana Fontes
Rodrigão estreou com gol pelo Coritiba, mas duelo acabou empatado e bom para os dois lados. Foto: Josué Teixeira

Em um jogo eletrizante com direito a reviravolta na tabela de classificação, mas que acabou empatado, o Coritiba garantiu sua vaga para a semifinal da Taça Barcímio Sicupira, o primeiro turno do Campeonato Paranaense. Mesmo com o placar de 2×2 diante do Operário, neste domingo (10), no estádio Germano Krüger, em Ponta Grossa, o Verdão abocanhou a segunda vaga do Grupo B para a fase eliminatória, que será decidida em um único jogo no próximo domingo (17), contra o FC Cascavel.

Com o resultado, o Fantasma também avançou para a semifinal, ficando em segundo no Grupo A, atrás do Toledo, seu adversário. A vantagem do mando de campo é do time que terminou na liderança, portanto as decisões serão na casa de Toledo e Cascavel.

Confira como foi o jogo no Tempo Real da Tribuna!

Ainda sem ter a classificação garantida, o Coritiba começou indo pra cima e saiu na frente, aos nove minutos da primeira etapa, com gol do estreante Rodrigão. A vitória garantiria a liderança do grupo e o direito de jogar em casa a semi. Porém, o Fantasma correu atrás do prejuízo.

Chicão, aos 35 e Schumacher, aos 51 também da primeira etapa, decretaram a virada. O segundo tempo mal começou e o Verdão correu atrás do prejuízo, com Sabino marcando aos oito minutos, deixando tudo igual. Os dois gols do Coxa saíram dos pés de atletas que não tinham marcado antes com a camisa alviverde.

Em homenagem ao ex-goleiro Jairo Nascimento, que faleceu na semana passada, Wilson entrou em campo com a camisa que levava o número 46, o ano de nascimento do “Pantera Negra”.

Quando a bola rolou, ficou claro que os dois times entraram em campo dispostos a buscar o jogo, mas não demorou para que o Coxa abrisse vantagem no placar e deixasse o Operário em alerta. O atacante Rodrigão, que fazia sua estreia com a camisa do Alviverde, mandou para o fundo das redes. A jogada teve início na cobrança rápida de lateral de Fabiano, que foi ágil e mandou para Iago Dias, que, no lado esquerdo, cruzou rasteiro para o camisa 9, de frente para o gol, mandar para o fundo das redes.

Duelo no Germano Krüger foi bem disputado. Foto Josué Teixeira

Duelo no Germano Krüger foi bem disputado. Foto Josué Teixeira

Após marcar, o Coxa não conseguiu representar mais perigo aos donos da casa e o Fantasma cresceu na partida. O empate veio aos 35. Depois de uma jogada bem construída, a bola chegou para Allan Vieira, na esquerda, que rolou para Chicão. O volante bateu de primeira, no alto da meta do goleiro Wilson, e deixou tudo igualado.

Aos 46, faltou muito pouco para que o Operário não virasse a partida. Wilson falhou feio na saída do gol e a bola sobrou para Rafinha, que, com categoria, driblou o goleiro, chutou rasteiro, mas a bola bateu na trave.

Confira a classificação completa do Campeonato Paranaense

Mas com tanta vontade não demorou a acontecer o segundo gol. Aos 51, Pedrinho recebeu e lançou uma bola aérea para Schumacher, que tocou por cima, encobrindo Wilson. Ainda que a primeira metade do duelo tenha terminado com o Fantasma na frente, nada estava definido.

O segundo tempo começou agitado, com o Coritiba querendo correr atrás do prejuízo. Aos oito minutos, Sabino aproveitou o rebote e fez o segundo do Verdão. Após a falta cobrada por Giovanni, a bola bateu na trave e sobrou para o zagueiro, que empurrou para as redes.

Apesar de as duas equipes buscarem o gol do desempate, o placar acabou ficando igualado. À media que o tempo foi passando, a tensão também foi aumentando, uma vez que sofrer um gol poderia custar a sequência na competição. Por isso, o duelo ficou marcado pelo alto número de faltas. Mesmo assim, o resultado foi de bom tamanho para as duas equipes, pois cada uma acabou ficando em segundo em seu grupo, se classificando para a próxima fase.

FICHA TÉCNICA

Campeonato Paranaense
Taça Barcímio Sicupira – 6ª rodada

Operário 2×2 Coritiba

Operário
Simão; Danilo Baia, Alisson, Sossa e Alan Vieira (Peixoto); Chicão, Índio, Dione e Pedrinho (Lucas Batatinha); Rafinha (Xuxa) e Schumacher.
Técnico: Gerson Gusmão

Coritiba
Wilson; Sávio (Geovane), Alan Costa, Sabino e Fabiano; Vitor Carvalho, João Vitor, Giovanni (Juan Alano) e Kady (Nathan); Iago Dias e Rodrigão.
Técnico: Argel Fucks

Local: Estádio Germano Krüger (Ponta Grossa)
Árbitro: Adriano Milczvski
Assistentes: Luciano Roggenbaum e Rafael Trombeta
Gols: Rodrigão, 9, Chicão, 35, e Schumacher, 51 do 1º; Sabino, 8 do 2º
Cartões amarelos: Dione, Sosa, Chicão, Alisson, (OPE); Giovanni, Fabiano, Alan Costa (COR)
Público pagante: 5.534
Público total: 5.964
Renda: R$ 155.010,00

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do Trio de Ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

10 Comentários em "Coritiba empata com o Operário e se classifica no Paranaense"


Marcos Lopes
Marcos Lopes
2 meses 10 dias atrás

Rumo a Tóquio

Luiz Carlos
Luiz Carlos
2 meses 11 dias atrás

Sou CAP, mas o tal Rodrigão tem presença. Tomara q arrumem jogadas pra ele e qdo sair ele não penhore mais alguma coisa em dividas trabalhistas.

Aldemir
Aldemir
2 meses 11 dias atrás

Toledo x Cascavel na final….. Toledo campeão

Hanz Froilich
Hanz Froilich
2 meses 10 dias atrás

Responda aí phoodle já que gosta tanto do Toledo:

Quem mora em Sergipe é …sergipano.

Quem mora em Alagoas é…alagoano.

Quem mora em Toledo é…???

Julio Cesar
Julio Cesar
2 meses 11 dias atrás

Nada nem ninguém – Este caneco já é do Borussia Cascavel.

Barbosa Sincero
Barbosa Sincero
2 meses 11 dias atrás

Vamos aos fatos antes da ilusões: Os dois gols do coxa foi no tipo “joga dentro da área e seja que deus quiser”, perderam no minimo 3 gols cara a cara com o goleiro, levaram o primeiro gol com a zaga do coxa na roda, o segundo na tradicional fiasqueira…no mais, sem tática nenhuma e deus por todos

wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas