Apesar da campanha no ano do centenário estar abaixo do ano passado, o Coritiba reduziu o ritmo de contratações na temporada. Em anos anteriores, equipes mal formadas eram logo desfeitas e uma nova leva de atletas chegava ao Alto da Glória para tentar fazer o time engrenar.

Em 2009, “apenas’ 21 reforços foram anunciados. Este número pode aumentar até o fechamento das inscrições no dia 25, mas está abaixo das 27 contratações do ano passado. Para o ano que vem, a tendência é que este número reduza mais ainda, caso não haja mudanças no departamento de futebol.

“Acredito que essa redução seja em função de um índice de acerto maior. Você só contrata mais quando não tem o acerto esperado”, avalia o diretor de futebol João Carlos Vialle.

De acordo com ele, nenhum dirigente trabalha pensando em acertar 100%. “De dez, sete tem que vingar e os três que erram fazem parte do jogo e também precisamos ter sorte. O lateral-direito Ceará não deu certo no Coritiba e foi campeão mundial pelo Internacional, e outro lateral, o Patrício, foi campeão no Grêmio”, aponta. Mas exemplos assim são minoria. A maioria dos dispensados não tem ido bem em outros clubes.

Independente disso, a política que Vialle quer manter no Coxa é contratar menos e melhor. “Menor número de jogadores e mais qualidade. Se a gente permanecer aqui no ano que vem, é assim que vamos fazer”, avisa.

Essa visão contrasta com a política aplicada pelo mesmo dirigente em 2007. Na época, Vialle declarou que se fosse necessário, formaria quantas equipes fossem necessárias para o time subir.

“O Coritiba tinha uma finalidade, que era voltar para a primeira divisão”, justifica. Assim, no retorno à Série A o clube reformulou a base e, agora, diminuiu o ritmo aproveitando as contratações do ano anterior.

Daqueles que chegaram no ano passado, vingaram e são titulares hoje o volante Leandro Donizete, o lateral-direito Rodrigo Heffner, o meia Carlinhos Paraíba e o atacante Ariel.

Deste ano, estão na base da equipe os zagueiros Jeci e Pereira, o volante Jailton, o meia Marcelinho Paraíba e os atacantes Thiago Gentil e Marcos Aurélio. Ainda não estrearam os meias Geraldo e Segovia, os laterais Angelo e Luciano Amaral e o atacante Romulo, que realiza hoje exames médicos. Os dois últimos podem ser apresentados hoje pelo clube.