enkontra.com
Fechar busca

Coritiba

Coritiba

Coritiba

Por onde andam?

Apostas em 2018, ‘piás do Couto’ têm destinos diferentes no Coritiba

Para a disputa do Estadual, diretoria alviverde havia ressaltado que apostaria suas fichas nos pratas da casa

  • Por Juliana Fontes
Júlio Rusch era considerado a principal aposta do Verdão. Foto: Albari Rosa.

No início do ano, o Coritiba projetava lançar diversos atletas da base do clube para que esses jogadores surgissem como esperança do elenco 2018. Com pouquíssimas contratações para o Campeonato Paranaense, o então técnico Sandro Forner tratou de testar um time repleto de ‘piás do Couto‘. Foram 13 jogadores que surgiram como promessa no Estadual, mas desses, apenas dois terminaram o ano no time titular do Alviverde: o volante Vitor Carvalho e o atacante Guilherme Parede.

Entre os defensores, as expectativas foram depositadas nos zagueiros Geovane, Romércio e Thalisson Kelven, esse último um dos que mais tiveram oportunidade ao longo da temporada. Foram 37 jogos ao todo, participando em todas as competições em que o Coxa atuou, marcando três gols. Nas laterais, Léo Andrade e Marcos Moser, que chegaram a compor o time titular, mas retornaram à base.

+ Leia mais: Coritiba mantém valor do plano de sócios pra 2019

No meio-campo, atletas que se mostraram, em um primeiro momento, ainda mais promissores. Foram avaliados inicialmente como futuros craques os volantes Júlio Rusch e Vitor Carvalho, os meias Kady, Yan Sasse e Matheus Bueno. Este último, fez dois jogos pelo Paranaense e voltou ao time no fim da temporada.

A expectativa era grande em cima de Rusch, que foi apontado como uma das revelações do Estadual, mas na Série B não rendeu como o esperado e acabou perdendo a vaga. Por outro lado, se Vitor Carvalho começou ganhando oportunidade aos poucos, com certa desconfiança, fechou seu ano somando 38 jogos pelo Verdão e um gol. Foi um dos poucos que começou – estreou na terceira rodada do paranaense – e fechou o ano do Coritiba entre os titulares.

Vitor Carvalho se deu bem no time profissional do Coxa. Foto: Albari Rosa.

Vitor Carvalho se deu bem no time profissional do Coxa. Foto: Albari Rosa.

Lá na frente, três nomes projetados pela diretoria. Os atacantes Evandro, Guilherme Parede e o polêmico Mosquito, que tinha tudo para ter um ano brilhante no Coxa. Porém, a única marca que o atleta deixou em 2018 foi a da polêmica. Treinando toda a pré-temporada entre os titulares, o jogador não quis renovar contrato com o clube e gerou todo um imbróglio jurídico. Assim que foi liberado, sem ter feito sequer uma partida no Coxa neste ano, foi contratado pelo Corinthians, que deve aproveitá-lo em 2019. Já Evandro fez oito jogos com a camisa alviverde, balançando as redes uma vez. Após o estadual, foi negociado ao CSKA Sofia, da Bulgária.

Não tão novato assim, Guilherme Parede foi uma das poucas gratas surpresas do elenco. Apesar de ter tido participações no profissional em 2015 e 2016, tinha voltado a treinar nas categorias de base e somente este ano se firmou no time principal. Entre todos do grupo, Parede é o único que esteve em campo – e como titular – no primeiro jogo do Coritiba em 2018 (no empate em 1×1 com o Prudentópolis no Paranaense) e no último, na vitória por 1×0 em cima do Fortaleza. Foram 47 partidas e 12 gols marcados pelo artilheiro da equipe no ano.

+ Vai e vem: Confira TODAS as notícias sobre o mercado da bola!

Outros jogadores da base chegaram a ter chance no final da temporada, mas não chegam a entrar no ‘pacote‘ das promessas, pois não foram em nenhum momento relacionados no início do ano. Os atacantes Nathan e Pablo Thomaz entraram já na reta final da Série B do Campeonato Brasileiro, como uma última cartada para tentar aumentar o ‘poder de fogo‘ do Coxa na tentativa de conquistar o acesso. Nathan, de 19 anos, fez um gol em nove jogos e Pablo Thomaz, também 19, não balançou as redes em nenhuma das cinco oportunidades que teve.

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do Trio de Ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

3 Comentários em "Apostas em 2018, ‘piás do Couto’ têm destinos diferentes no Coritiba"


Jroder Lutz
Jroder Lutz
11 dias 22 horas atrás

Manda essas tiriças carpir uma roça pois jogadores nunca serão.jamais!

Fabiano Duarte
Fabiano Duarte
12 dias 6 horas atrás

Xoxa e seu planejamento furado, deixou sempre criticou o CAP por jogar com a base o rural, viu que revelou bastante atletas com retorno milionário e agora que fazer o mesmo jogando os atletas na fogueira com o peso da responsabilidade, sem estrutura e sem verba

General
General
12 dias 9 horas atrás

piáááááááá´……….o rapaz da foto deve ser até avô.

wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas