enkontra.com
Fechar busca

Coritiba

Coritiba

Coritiba

Por onde andam?

Apostas em 2018, ‘piás do Couto’ têm destinos diferentes no Coritiba

Para a disputa do Estadual, diretoria alviverde havia ressaltado que apostaria suas fichas nos pratas da casa

  • Por Juliana Fontes
Júlio Rusch era considerado a principal aposta do Verdão. Foto: Albari Rosa.

No início do ano, o Coritiba projetava lançar diversos atletas da base do clube para que esses jogadores surgissem como esperança do elenco 2018. Com pouquíssimas contratações para o Campeonato Paranaense, o então técnico Sandro Forner tratou de testar um time repleto de ‘piás do Couto‘. Foram 13 jogadores que surgiram como promessa no Estadual, mas desses, apenas dois terminaram o ano no time titular do Alviverde: o volante Vitor Carvalho e o atacante Guilherme Parede.

Entre os defensores, as expectativas foram depositadas nos zagueiros Geovane, Romércio e Thalisson Kelven, esse último um dos que mais tiveram oportunidade ao longo da temporada. Foram 37 jogos ao todo, participando em todas as competições em que o Coxa atuou, marcando três gols. Nas laterais, Léo Andrade e Marcos Moser, que chegaram a compor o time titular, mas retornaram à base.

+ Leia mais: Coritiba mantém valor do plano de sócios pra 2019

No meio-campo, atletas que se mostraram, em um primeiro momento, ainda mais promissores. Foram avaliados inicialmente como futuros craques os volantes Júlio Rusch e Vitor Carvalho, os meias Kady, Yan Sasse e Matheus Bueno. Este último, fez dois jogos pelo Paranaense e voltou ao time no fim da temporada.

A expectativa era grande em cima de Rusch, que foi apontado como uma das revelações do Estadual, mas na Série B não rendeu como o esperado e acabou perdendo a vaga. Por outro lado, se Vitor Carvalho começou ganhando oportunidade aos poucos, com certa desconfiança, fechou seu ano somando 38 jogos pelo Verdão e um gol. Foi um dos poucos que começou – estreou na terceira rodada do paranaense – e fechou o ano do Coritiba entre os titulares.

Vitor Carvalho se deu bem no time profissional do Coxa. Foto: Albari Rosa.

Vitor Carvalho se deu bem no time profissional do Coxa. Foto: Albari Rosa.

Lá na frente, três nomes projetados pela diretoria. Os atacantes Evandro, Guilherme Parede e o polêmico Mosquito, que tinha tudo para ter um ano brilhante no Coxa. Porém, a única marca que o atleta deixou em 2018 foi a da polêmica. Treinando toda a pré-temporada entre os titulares, o jogador não quis renovar contrato com o clube e gerou todo um imbróglio jurídico. Assim que foi liberado, sem ter feito sequer uma partida no Coxa neste ano, foi contratado pelo Corinthians, que deve aproveitá-lo em 2019. Já Evandro fez oito jogos com a camisa alviverde, balançando as redes uma vez. Após o estadual, foi negociado ao CSKA Sofia, da Bulgária.

Não tão novato assim, Guilherme Parede foi uma das poucas gratas surpresas do elenco. Apesar de ter tido participações no profissional em 2015 e 2016, tinha voltado a treinar nas categorias de base e somente este ano se firmou no time principal. Entre todos do grupo, Parede é o único que esteve em campo – e como titular – no primeiro jogo do Coritiba em 2018 (no empate em 1×1 com o Prudentópolis no Paranaense) e no último, na vitória por 1×0 em cima do Fortaleza. Foram 47 partidas e 12 gols marcados pelo artilheiro da equipe no ano.

+ Vai e vem: Confira TODAS as notícias sobre o mercado da bola!

Outros jogadores da base chegaram a ter chance no final da temporada, mas não chegam a entrar no ‘pacote‘ das promessas, pois não foram em nenhum momento relacionados no início do ano. Os atacantes Nathan e Pablo Thomaz entraram já na reta final da Série B do Campeonato Brasileiro, como uma última cartada para tentar aumentar o ‘poder de fogo‘ do Coxa na tentativa de conquistar o acesso. Nathan, de 19 anos, fez um gol em nove jogos e Pablo Thomaz, também 19, não balançou as redes em nenhuma das cinco oportunidades que teve.

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do Trio de Ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

3 Comentários em "Apostas em 2018, ‘piás do Couto’ têm destinos diferentes no Coritiba"


Jr Lutz
Jr Lutz
3 meses 14 dias atrás

Manda essas tiriças carpir uma roça pois jogadores nunca serão.jamais!

Fabiano Duarte
Fabiano Duarte
3 meses 14 dias atrás

Xoxa e seu planejamento furado, deixou sempre criticou o CAP por jogar com a base o rural, viu que revelou bastante atletas com retorno milionário e agora que fazer o mesmo jogando os atletas na fogueira com o peso da responsabilidade, sem estrutura e sem verba

General
General
3 meses 14 dias atrás

piáááááááá´……….o rapaz da foto deve ser até avô.

wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas