Um jogo decisivo e ao mesmo tempo um “rito de passagem”. O Coritiba enfrenta o Flamengo neste sábado (22), às 19h, no estádio Luso-Brasileiro, na Ilha do Governador, sabendo que precisa e muito de um resultado para não correr o risco de ficar perto demais da zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro. Ao mesmo tempo, é uma espécie de intervalo entre o período de Pachequinho e a estreia de Marcelo Oliveira – que está com a delegação, estará na Ilha do Urubu mas não comandará o Coxa à beira do gramado.

Mesmo contratando o treinador um dia depois da queda de Pachequinho, a diretoria alviverde preferiu manter a programação feita quando da troca do comando – e também da saída do auxiliar Márcio Goiano. Será mesmo o preparador físico Robson Gomes, o mais experiente membro da comissão técnica permanente, a comandar a equipe diante do Mengão. Robson tem um histórico no Coxa desde os anos 1990, e tem mais de 500 jogos pelo clube. E continuará na comissão de Marcelo Oliveira, que terá Cleocir Santos, o Tico, e Juvenílson de Souza como seus auxiliares.

Robson voltou ao Coxa depois de quase encerrar a carreira como fisicultor para investir na vida de técnico. Em 2015, chegou a fazer estágios em Atlético de Madrid e Barcelona, e estava pronto para entrar no curso de treinadores da CBF, quando foi chamado por Gilson Kleina para trabalhar no Coritiba. Kleina saiu rapidamente e Robson continuou.

O interino não vai fazer loucuras. “Vamos fazer um trabalho seguro, responsável, até porque tenho confiança na qualidade dos atletas”, comentou Robson, que aproveitou para elogiar o antecessor. “O trabalho de dia a dia feito pelo Pacheco era excepcional. Vamos dar continuidade nesse trabalho, junto da comissão permanente do Coritiba”, completou.

Como preparador físico, Robson Gomes sabe que não adianta treinar muito. Por isso, houve apenas um treinamento antecedendo a partida deste sábado. “São muitos jogos, e todo esse processo estava previsto. E como o grupo para o jogo vai ter poucas alterações, e está praticamente definido, foi possível trabalhar em cima desse time e também conversas individuais, além das reuniões de equipe. Precisamos recuperar os jogadores”, explicou.

Confira a classificação do Campeonato Brasileiro!

Em campo, a chamada de Léo, Alan Santos e Alecsandro para reforçar a delegação no Rio de Janeiro indica as possíveis alterações. Os dois primeiros deverão voltar à equipe naturalmente, e Alecsandro disputa uma posição no ataque com Henrique Almeida e Neto Berola. Nas outras posições, até pelos desfalques que persistem (Werley, Iago, Kléber), não haverá mudanças.

E Robson quer “entregar a casa arrumada” para Marcelo Oliveira. “Fiquei muito orgulhoso de ser escolhido para este momento. O Coritiba tem profissionais de nível em todos os setores, e nessa necessidade o presidente (Rogério) Bacellar e o (diretor Ernesto) Pedroso depositaram a confiança em mim. Vou procurar retribuir essa confiança, e tentar influenciar os jogadores a voltar a mostrar o que eles podem oferecer”, finalizou o preparador físico.

Ficha técnica

BRASILEIRÃO
1º Turno – 16ª Rodada

FLAMENGO x CORITIBA

Flamengo
Thiago; Pará, Juan, Rafael Vaz e Trauco; Rômulo, William Arão, Mancuello e Éverton Ribeiro; Guerrero e Geuvânio.
Técnico: Zé Ricardo

Coritiba
Wilson; Léo, Márcio, Luizão e William Matheus; Alan Santos, Jonas, Matheus Galdezani e Tomas (Henrique Almeida); Neto Berola e Rildo.
Técnico: Robson Gomes

Local: Luso Brasileiro (Rio de Janeiro-RJ)
Horário: 19h
Árbitro: Bráulio da Silva Machado (SC)
Assistentes: Kleber Lúcio Gil (Fifa-SC) e Neuza Inês Back (Fifa-SC)