Encerrou no último final de semana a 1.ª Colônia de Férias do Coritiba. O evento contou com a participação de 100 crianças, que passaram a semana acompanhando treinos com os técnicos das categorias de base, tardes de autógrafos, visita ao CT da Graciosa, passeio no Alto da Glória, entrada em campo como mascotes na partida Coritiba 1 a 0 Ipatinga, além de muita recreação.

As crianças tiveram contatos com os atletas Keirrison, Pedro Ken, Dick, Rodrigo Mancha e Ariel Nahuelpan que almoçaram na colônia, tiraram fotos e distribuíram autógrafos.

Na sala de imprensa do clube, no Couto Pereira, conheceram o funcionamento de uma entrevista coletiva pós jogo e encontraram jogadores como Carlinhos Paraíba, Edson Bastos, Guarú, Veiga, Adaílton, Maurício e Felipe.

A história de glórias do Coritiba foi tema em vários momentos de recreação “Achei legal assistir ao filme da “Queda ao Alto da Glória”. Fui em vários dos jogos na Série B. Foi emocionante”, disse o pequeno Lucas Borges, de 10 anos.

A programaçã da colônia de férias encerrou com um torneio entre os participantes divididos por idade. Mesmo sem o objetivo de buscar talentos, quatro atletas foram selecionados para compor as divisões de base do Coxa.

“Nós estamos sempre atentos para identificar uma criança com condições de seguir a carreira de jogador”, disse Luiz Augusto, técnico da equipe Pré-Mirim do Coritiba e um dos comandantes dos treinamentos técnicos do projeto.

Segundo o ex-ponta-esquerda do Coritiba, Pachequinho, que agora é o treinador dos juniores, a colônia foi uma oportunidade de ampliar também o conhecimento dos próprios treinadores.

“No dia-a-dia vivemos com a cobrança dos resultados imediatos por resultados e revelação de jogadores. Aqui pudemos implementar treinos específicos para essa garotada”, disse.