O meia Carlinhos Paraíba, que viaja a Recife com parecer ainda indefinido sobre sua recuperação, diz que sua vontade é voltar a campo para ajudar o Coritiba contra o Náutico. Mas, o mais importante, é que o atleta conhece o seu limite e não prejudicará seu tratamento. “Enquanto eu estiver bem física e tecnicamente, se o professor me pedir pra jogar eu vou dar o meu melhor. A hora que sentir que não dá pra jogar, eu vou falar”.

E o jogador, vindo do Santa Cruz, é velho conhecido daquela terra. Sabe como o time deve se portar e como ele mesmo pode construir um caminho glorioso no Alviverde. “Já tenho minha história no Recife e espero fazer minha história aqui também da melhor forma possível e o mais rápido possível”.