Mesmo sem se considerar titular absoluto do Coritiba, mas na condição de artilheiro do time na temporada, o atacante Bill se impôs uma meta até dezembro: chegar aos 30 gols.

Trata-se de um objetivo que ele poderá alcançar, e até ultrapassar facilmente, caso mantenha a atual média de 0,56 gol por partida. Até aqui, o avante já atuou em 32 partidas e balançou as redes 18 vezes – incluindo aí Paranaense, Copa do Brasil e Brasileiro.

Nesse ritmo, ele terá mais 28 jogos, começando pelo Bahia domingo, em Salvador, para chegar ao objetivo. “Vamos chegar aos 30. Devagarinho, acho que é uma boa meta”, projeta Bill.

Por isso, até dá a receita para o time acabar com o jejum de vitórias fora de casa. “Tranquilidade, acho que está faltando tranquilidade perto da área para marcar gols”, resume o atacante.

Para ele, essa situação do Alviverde já está incomodando. “Incomoda um pouco. Podem ver que estamos fazendo boas partidas fora de casa e não está vindo o resultado. Acho que contra o Bahia podemos sair vitoriosos”, aponta.

No entanto, assim como o Coxa quer ganhar fora, o Tricolor de Aço quer ganhar a primeira em casa, porque, sob o comando do técnico René Simões, o time baiano só venceu fora.

“O Bahia não ganhou em casa, mas nós temos que colocar o ritmo, porque também só estamos ganhando dentro de casa e fora não estamos fazendo bem o nosso papel. Acho que, para nós, com a importância que estamos dando, vamos ter uma vitória lá”, avalia Bill. “Vamos jogar na casa deles e temos que impor o ritmo, porque acho que já está perto de a gente conquistar uma vitória fora”, completa.

No ano passado, em Pituaçu, jogando pela Série B, o Coritiba empatou por 1 x 1 com gol de Bill. “Aquele gol foi um momento de felicidade para mim, pois estava voltando de lesão grave no tornozelo. Voltando lá e marcando gol novamente será bom”, diz. Aquela partida ficou marcada pela arrancada do time rumo ao título da Série B.

Mas, como agora é outro momento, Bill vai ganhando momentaneamente a briga com Leonardo pela camisa 9. “Futebol é isso mesmo. Tanto eu quanto o Leonardo estamos trabalhando forte para ajudar o Coritiba. Pude jogar contra o Fluminense, mas infelizmente ele não jogou. Graças a Deus pude entrar e fazer um dos gols da vitória”, completa o avante. Depois dele, na artilharia vêm Anderson Aquino, com 17 gols; Davi, com 16, e Marcos Aurélio, 13.