Vencedor das eleições do Coritiba no último sábado, o novo presidente do clube, Samir Namur, já avisou que dará mais espaço para jogadores oriundos das categorias de base em 2018. Entre atletas que estão no clube ou que estão retornando de empréstimo, o novo treinador do Verdão, que deve ser definido até o final deste ano, terá pelo menos 14 opções já para a disputa do Campeonato Paranaense, que começa no dia 17 de janeiro.

Depois de vencer o pleito de forma apertada, por uma diferença de apenas 162 votos, Namur reforçou o que havia falado na sua campanha. O novo mandatário coxa-branca garantiu que 30% do elenco será formado pela garotada. A ideia, segundo ele, é contar com no máximo 36 jogadores, ou seja, pelo menos 12 atletas do grupo serão mais jovens e revelados pelo clube.

Zagueiro Thalisson Kelven foi titular contra a Chapecoense e mostrou segurança. Foto: Divulgação/Coritiba
Zagueiro Thalisson Kelven foi titular contra a Chapecoense e mostrou segurança. Foto: Divulgação/Coritiba

Com o Coritiba com pouca verba nos cofres e com a receita diminuindo por conta do rebaixamento para a Série B, o objetivo é dar espaço para jogadores da casa, que fizeram uma boa temporada em 2017 no sub-20, quando chegaram à final do Campeonato Brasileiro da categoria, perdendo o título para o Cruzeiro nos pênaltis, além de outras peças que já até foram usadas no time principal.

Somente para o setor defensivo, o novo treinador do Coxa terá seis opções: o lateral-direito Rodrigo Ramos, os zagueiros Geovane, Romércio e Thalisson Kelven, o lateral-esquerdo Léo Andrade e o lateral-direito Marcos Moser. Os quatro primeiros jogaram no profissional em 2017, enquanto os dois últimos foram relacionados para o banco de reservas na última partida do ano, na derrota por 2×1 para a Chapecoense.

Vitor Carvalhou estreou pelo Coxa em Chapecó logo como titular. Foto: Divulgação/Coritiba
Vitor Carvalhou estreou pelo Coxa em Chapecó logo como titular. Foto: Divulgação/Coritiba

Para o meio de campo, o Alviverde também terá boas opções de jogadores da base, como o volante Julio Rusch, capitão do time sub-20 e que fez uma partida no profissional em 2016, além do volante Vitor Carvalho e do meia Yan Sasse. Vitor Carvalho estreou como titular em Chapecó, equanto Sasse foi homem de confiança de Marcelo Oliveira. Além deles, o Coxa terá o retorno dos empréstimos de Kady e Thiago Lopes, que defenderam o Londrina na Série B.

Para o ataque, três jovens estão pedindo passagem para a próxima temporada. Índio e Mosquito, que tiveram boas participações no Campeonato Brasileiro sub-20 – Mosquito, inclusive, foi o artilheiro do torneio, com nove gols – devem integrar o elenco profissional. Além deles, dois jogadores revelados na base estão voltando de empréstimo: Evandro e Rafhael Lucas, que devem iniciar o ano no clube e serem avaliados pela nova comissão técnica.

Julio Rusch é o atual capitão do time sub-20 do Coritiba. Foto: Divulgação/Coritiba
Julio Rusch é o atual capitão do time sub-20 do Coritiba. Foto: Divulgação/Coritiba