Praticamente nenhum torcedor do Coritiba irá querer lembrar o ano de 2018. Com um futebol apático e longe do grande objetivo do ano, que era conquistar o acesso à Série A, o time não empolgou e ficou marcado de forma negativa. No entanto, alguém em especial ainda pode comemorar a temporada.

+ Leia também: Coxa pode vender Matheus Galdezani ao futebol árabe

Apesar de o clube não ter alcançado sua meta, o atacante Guilherme Parede conseguiu se destacar e dar uma volta por cima na carreira. Aos 23 anos ele, enfim, se firmou no Coxa e terminou 2018 como o artilheiro do time. No total, foram 12 gols em 47 partidas. Um desempenho que, por pouco, não aconteceu.

“Não só para o torcedor, mas para mim também é frustrante (a temporada). O Coritiba merecia o acesso, mas para mim foi um ano gratificante. Comecei com dúvidas, não sabia se ficaria por aqui, mas fiz uma boa pré-temporada, o clube abriu as portas novamente para mim e posso dizer que dei a volta por cima no clube onde fui criado”, afirmou Parede, em entrevista à TV Coxa.

+ Mais na Tribuna: Coritiba muda planejamento e vê título do Paranaense como obrigação

Revelado no próprio Alviverde, em 2014, Guilherme Parede pouco havia jogado na equipe. Até o início da temporada, eram apenas 16 jogos no total e dois empréstimos. Em 2017, disputou sete partidas do Campeonato Paranaense pelo J. Malucelli. Depois, na Série C, atuou pelo Ypiranga-RS em 11 duelos. Só que em nenhum dos clubes ele chegou a balançar as redes.

+ Reforços: Coritiba mira em dois destaques da Série B

O primeiro gol como profissional aconteceu apenas nesta temporada. E depois, virou algo recorrente. O atacante foi decisivo em vários jogos da Série B, mesmo não sendo o homem de referência. As boas atuações fizeram o Coritiba renovar seu vínculo até o final de 2021.

“Para mim foi um ano muito bom. Consegui fazer gols, fui o artilheiro do clube no ano e fico feliz pelo que estou vivendo. Respeito isso aqui como se fosse minha família e pretendo conseguir muito mais, dar o meu melhor sempre pelo Coritiba”, destacou o atleta.

+ Vai e vem: Confira TODAS as notícias sobre o mercado da bola!

Agora, para 2019 o atacante espera não só repetir ou até melhorar o desempenho, mas ver um Coxa com melhores resultados em campo para, no final da temporada, ver o time voltando à elite do futebol brasileiro.

“Espero que seja um ano sem erros. Não podemos errar mais, pecar em detalhes. Temos que subir, o acesso é o mais importante para o Coritiba”, completou.

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do Trio de Ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!