Reverenciado pelo meio-campo Alex, o ex-jogador do Coritiba, Tostão, que defendeu as cores do clube no final da década de 80 até o início da década de 90, foi uma das grandes inspirações do camisa 10 coxa-branca do início da sua carreira até os dias de hoje. Emocionado e agradecido por ter sido um dos grandes ídolos de Alex ao longo da sua carreira, Tostão acredita que o Menino de Ouro do Alto Glória, prestes a encerrar sua carreira, se tornou também um dos principais jogadores e grande referência do futebol brasileiro.

“Fico emocionado e agradecido pelo Alex ter se espelhado em mim e ter me levado como seu ídolo. Em 1989 ele era um menino e ficava ali olhando os treinamentos e viu em campo o impacto do grande time que tínhamos. Eu felizmente me sobressaí naquela equipe e acabei me tornando ídolo dele. Agora é ele que está nesse papel. Por tudo que ele fez, por toda a sua brilhante carreira no Coritiba, no Cruzeiro, no Palmeiras e no exterior, ele se não é somente ídolo coxa-branca, mas também brasileiro”, apontou Tostão.

Semelhanças

Ídolos e amigos fora de campo, Alex e Tostão trazem outras semelhanças ao torcedor coxa-branca. O ex-jogador coxa-branca ressaltou que o seu estilo de atuar era parecido com o modo de jogar do atual capitão do time alviverde. “Eu fui um jogador muito criativo e o Alex também é. Só que ele é mais rápido e tem mais força física e dinamismo. Eu entrava muito dentro da área e temos estilos parecidos no jeito de atuar dentro de campo”, frisou.

Exemplo

Além da admiração que tem por Alex dentro de campo e pelo ídolo que se tornou para o torcedor coxa-branca, Tostão é admirador do craque também fora das quatro linhas. “O Alex é uma pessoa extremamente correta e honesta em tudo o que faz. Ele é reconhecido pelo torcedor do Coritiba por suas grandes atuações em campo e pelo que ele representa fora também”, emendou.

Agradecimento

Tostão e todos os torcedores do Coritiba verão amanhã, às 17h, no Couto Pereira, Alex em seu último ato como jogador de futebol na partida contra o Bahia, pela última rodada do Campeonato Brasileiro. O desejo do ex-jogador alviverde é de que o Menino de Ouro do Alto da Glória, que foi sempre brilhante dentro das quatro linhas, continue contribuindo para o futebol brasileiro também fora de campo a partir de agora.

“O futebol só tem a agradecer o Alex por tudo que ele fez e representou ao futebol brasileiro e mundial. Temos que agradecer tudo que ele passou para a gente como profissional, pelo grande pai que sempre foi e pelo ídolo que ele se tornou para todos. Peço que ele não saia do futebol e continue nesse processo de mudança que o futebol brasileiro precisa passar. Que ele continue apoiando o movimento do Bom Senso F.C. para que o nosso futebol seja cada vez melhor e mais profissionalizado”, concluiu Tostão.