Foto: Walter Alves/O Estado

Caio deu trabalho à defesa do Gama. Fez um gol, mas se machucou.

A tão almejada liderança chegou. Com sofrimento e de virada, para fazer a festa nas arquibancadas. Jogando mal no primeiro tempo e irritando o torcedor, mas se recuperando na etapa final, o Coritiba venceu o Gama por 2 a 1, ontem, no Couto Pereira.

O resultado deixou o alviverde na primeira colocação do campeonato brasileiro da série B. O próximo compromisso do alviverde na competição será o Avaí, sábado que vem, na Ressacada.

O técnico Paulo Bonamigo e os jogadores pediram paciência dos torcedores. Mas, para quem está na arquibancada acompanhando erros e erros em todos os setores da equipe, ficar aplaudindo e incentivando o tempo é quase impossível. A galera jogou junto e foi apoiando a equipe apesar do gol tomado logo no começo da partida. O meia Castorzinho, aquele mesmo criado no CT Bayard Osna, iniciou jogada e contou com uma pane geral na defesa coxa. De pé em pé, a bola chegou até Vanderlei tocar para a rede.

Mesmo assim, a torcida gritou e apoiou, mas o time foi se desarrumando até se ver zagueiros no ataque, cruzando, chutando e tentando construir o que os meias não conseguiam. A paciência foi chegando ao limite, principalmente com os erros de passe de Ricardinho, que tomava vaia ao pegar na bola. Sem organização, restou ao time chegar em algumas jogadas esporádicas com chutes de Luís Paulo e Cristian, que Alencar espalmou. ?Começamos lento demais e depois aceleramos demais, no desespero. Temos que melhorar a qualidade do passe e apertar a marcação?, disse Bona.

Para tanto, o treinador tirou o time do 3-5-2, poupou Ricardinho e apostou no 4-4-2 com Carlão e William para partir para cima com tudo. E deu certo. O Gama acuou e William achou Luís Paulo na ponta-direita. Ele cruzou para Caio mandar no canto e deixar tudo igual. A torcida acordou, voltou a apoiar o time e só deu alviverde. Com a arbitragem fazendo vistas grossas para as provocações do Verdão Candango e tudo mais. A pressão era total e o gol da virada era questão de tempo.

Até Carlão cobrar um escanteio da esquerda e Henrique subir mais que todo mundo e colocar a pelota no canto de Alencar. Daí em diante, o Coxa segurou a partida. O time do Distrito Federal ensaiou uma pressão para cima do goleiro Artur, mas a defesa alviverde conseguiu segurar a ofensiva e garantiu o resultado. ?Sabíamos que seria muito difícil, mas não desistimos em nenhum momento e conseguimos o objetivo, que era sair do Couto com a vitória?, analisou o zagueiro Henrique.

CAMPEONATO BRASILEIRO – SÉRIE B

18.ª Rodada

Coritiba 2 x 1 Gama

Coritiba

Artur; Henrique, Índio e Egídio; Luís Paulo, Luciano Santos (William), Jackson, Cristian e Ricardinho (Carlão); Caio (Batatinha) e Jéfferson.

Técnico: Paulo Bonamigo

Gama

Alencar; Thiago Matos, Eraldo, Bruno Lourenço e Márcio Goiano; Marcelo Goianira, Juninho, Castorzinho (Edinho) e Lindomar; Ésley e Vanderlei.

Técnico: Édson Porto

Local: Couto Pereira

Árbitro: Fabrício Neves Corrêa (RS)

Assistentes: Paulo Ricardo Silva Conceição (RS) e Alexandre Pruinelli Kleiniche (RS)

Gol: Vanderlei aos 4 do 1.º tempo; Caio aos 2 e Henrique aos 36 do 2.º tempo

Cartão amarelo: Ésley, Jackson, Márcio Goiano, Batatinha, Vanderlei, Edinho, Luís Paulo

Renda: R$ 103.672,50

Público pagante: 10.131

Público total: 11.711