Foto: Valquir Aureliano
O Coritiba só chegou ao gol de Juninho no final do primeiro tempo. Ânderson Gomes fez de cabeça, mas na etapa final, Bebeto deixou tudo igual, para desespero da zaga alviverde.

As vaias e os gritos de ?burro? mostraram a insatisfação dos mais de cinco mil torcedores presentes ao Couto Pereira, ontem à noite. Não era para menos. Depois de sair na frente, o Coritiba sofreu o empate para o Gama e deixou de assumir a liderança da Segundona. Mesmo com o 1 a 1, o Coxa se manteve na segunda colocação, mas os times que estão atrás se aproximaram mais. O próximo compromisso da equipe do Alto da Glória na competição será o Ituano, sábado, também em casa.

Depois de muita confusão com a lambança do árbitro Manoel Paixão dos Santos , que não relatou na súmula o cartão dado a Douglas Silva, o Coritiba anteviu problemas futuros e resolveu tirar o jogador da partida contra o Gama. ?Pedimos a retificação da súmula e o árbitro acabou relatando que, aos 40 minutos do segundo tempo, deu o cartão ao atleta Douglas Silva Delfino?, apontou o coordenador de futebol João Carlos Vialle. Segundo ele, como as imagens poderiam ser usadas contra o Coxa, o próprio clube tratou de pedir a confirmação do cartão e não correr riscos futuros.

?Assim, ele cumpre a automática e, no sábado, está de volta ao time?, projetou o dirigente. A medida acabou sendo a mais acertada, apesar de o clube contar com um comunicado da CBF mostrando que o volante tinha apenas dois cartões amarelos. Segundo o procurador geral do STJD, Paulo Schmitt, o Gama poderia entrar na justiça e pedir a perda de pontos para o Coxa. Sem Douglas Silva, que treinou como reserva e, depois, como titular, Veiga ganhou a oportunidade de reestrear com a camisa do time do Coritiba. No entanto, sem ritmo, destoou do restante da equipe.

Não que o esquema armado pelo técnico René Simões tenha envolvido o Gama. Com o gramado pesado, a equipe do Coritiba teve muitas dificuldades para chegar com perigo ao gol defendido por Juninho, formado no CT da Graciosa. Como o time de Roberto Cavalo só queria cozinhar a partida, virou ataque contra defesa e obrigou o arqueiro do Periquito a fazer boas defesas. O gol, no entanto, só saiu após bom levantamento de Careca para Ânderson Gomes, que se adiantou sobre a marcação e fez de cabeça.

Perdendo, Cavalo mandou o time para cima do Coritiba. Como não é feitio em casa, o Coxa aceitou a pressão e foi se segurando como podia. O goleiro Edson Bastos salvou uma, mas o Gama continuou na luta e chegou ao empate com Bebeto, que aproveitou uma bola que sobrou na pequena área. A torcida, que estava apreensiva, ficou em silêncio. Sem acreditar no que estava acontecendo mais uma vez. Pela segunda rodada seguida, o Coritiba perdeu a oportunidade de chegar à liderança da Série B.

?Um verdadeiro desastre?

O empate sofrido no final, as vaias da torcida e as cobranças sobre as opções táticas abateram o técnico René Simões e o time do Coritiba. ?A gente não esperava nunca o empate com o jogo controlado. Viemos para trás, mas qual foi a situação de gol para eles? O jogo está controlado, então é para chatear bastante?, admitiu. De acordo com o meia Pedro Ken, não dava para perder dois pontos para o Gama. ?Em casa temos que vencer de qualquer jeito?, apontou o jogador.

Por isso, na avaliação do treinador coxa-branca, o resultado de ontem acabou sendo um desastre. ?Um verdadeiro desastre?, desabafou. Tão ruim que o tradicional agradecimento aos torcedores após a partida quase não aconteceu. O time foi em direção do vestiário e René teve que chamar todo mundo. Quando voltaram, a torcida já estava quase toda fora do estádio, mas quem ficou aplaudiu o esforço e a consideração da equipe em agradecer pelo comparecimento dos mais de cinco mil torcedores numa noite fria ao Alto da Glória.

Para a partida contra o Ituano, o treinador já avisou que o volante Douglas Silva e o atacante Hugo voltam à equipe. Ele também revelou que não escalou o lateral-direito Gilberto Flores devido ao alto nível de enzima no organismo do atleta. Hoje, os atletas que atuaram fazem um trabalho regenerativo no CT da Graciosa e, amanhã, René faz o coletivo apronto no gramado do Couto Pereira. O confronto contra o time paulista está programado para as 16h de sábado.

Dirceu renova até 2009

O que poderia virar uma novela, tal qual a renovação de contrato do meia Marlos, foi resolvida do mesmo jeito. Ontem, o Coritiba e os representantes do volante Dirceu chegaram a um acordo e prolongaram o vínculo do atleta até janeiro de 2009. O prazo não é muito longo, mas impede que o jogador assine um pré-contrato com quem quer que seja já. Se ele começar a jogar no time principal do Alviverde, o que depende da avaliação do técnico René Simões, as partes voltam a sentar para fazer um acerto com maior validade.

?O Dirceu ficou bem contente e a melhor opção foi ficar no Coxa e, em breve, ele vai ter a oportunidade de jogar?, avalia Marquinhos Malaquias, da Massa Sports, empresa que representa o volante. A idéia do jogador e seus representantes agora é ganhar uma oportunidade na equipe, que pode acontecer ainda na Série B. ?Ficou combinado que assim que o professor René precisar, o Dirceu poderá atuar. Se isso acontecer, a gente senta para conversar e prolonga o contrato?, adianta. O vínculo atual do volante se encerrava já em maio do ano que vem.

Já o novo contrato, segundo Malaquias, também acaba com especulações sobre uma possível saída de Dirceu para outro clube. Como ele é um dos principais atletas dos juniores, muitos olheiros mostravam interesse em contrata-lo. De acordo com o coordenador de futebol do Coritiba, João Carlos Vialle, o volante continua atuando pelos juniores e sobe para o elenco principal caso o treinador queira. ?Só depende do René?, finaliza. Enquanto renova com um, o clube mantém a procura por mais um meia e um atacante após a recusa de Amoroso.

CAMPEONATO BRASILEIRO – SÉRIE B

21.ª Rodada

Coritiba 1 x 1 Gama

Coritiba

Edson Bastos; Henrique, Ânderson Lima e Jéci; Pedro Ken, Careca, Veiga (Rodrigo Mancha, 13 do 2.º), Túlio (Marlos, 28 do 2.º) e Fabinho; Ânderson Gomes (Gustavo, 18 do 2.º) e Keirrison.

Técnico: René Simões

Gama

Juninho; Fabrício, Denis (Paulo Matos, 23 do 2.º) e Éder; Fininho, Cleisson, Ralfh, Coracini (Ésley, 1 do 2.º) e Rodrigo Ninja; Bebeto e Val Baiano (Naves, 43 do 2.º).

Técnico: Roberto Cavalo

Local: Couto Pereira, em Curitiba

Árbitro: Vinícius Costa da Costa (RS)

Assistentes: Paulo Ricardo Silva Conceição (RS) e Sérgio Buttes Cordeiro Filho (RS)

Gol: Ânderson Gomes aos 42 do 1.º tempo; Bebeto aos 39 do 2.º tempo

Cartão amarelo: Coracini, Cleisson, Ânderson Gomes, Túlio, Dênis, Ésley

Renda: R$ 50.525,00

Público pagante: 5.348

Público total: 7.268