Foto: Valquir Aureliano/Tribuna
Jackson sentiu o ombro e não sabe se joga contra o Náutico.

O Coritiba não terá tempo para comemorar a classificação no Campeonato Paranaense e o reencontro com o bom futebol. Após golear o J. Malucelli por 4 a 1 e garantir vaga nas semifinais do estadual, no último domingo, o time coxa-branca volta ao Couto Pereira amanhã, para encarar mais um difícil desafio, pela Copa do Brasil.

Desta vez, a missão alviverde é vencer o Náutico por pelo menos três gols de vantagem, para seguir na competição nacional. No primeiro confronto, em Recife, o Coxa foi derrotado por 2 a 0. Se conseguir devolver o mesmo placar, o time do Alto da Glória leva a vaga para os pênaltis.

?É um jogo muito perigoso.

O regulamento da Copa do Brasil favorece o gol fora e nós estamos com uma desvantagem muito grande, porque não fizemos?, diz o técnico Estevam Soares.

Ontem, os jogadores que participaram da vitória sobre o Jotinha fizeram um trabalho regenerativo pela manhã e ganharam a tarde de folga. Hoje, o elenco volta ao CT da Graciosa. Estevam comanda um coletivo e define o time que entra em campo amanhã.

A tendência é que seja repetida a equipe que passou por cima do Caçula e recuperou a confiança da torcida. Mas um dos principais personagens do jogo do último domingo pode desfalcar o Coxa. Com uma luxação no ombro, o meia Jackson é dúvida e só deve ter sua participação definida pouco antes da partida de amanhã. Se não puder jogar, Jackson abre espaço para o retorno de Renan ao time titular.

O atacante Willian, contratado na última sexta-feira, aguarda apenas a liberação da CBF para poder participar do duelo contra o Timbu. Se o nome de Willian aparecer hoje no Boletim Informativo Diário (BID) da entidade, ele está apto para jogar pelo Coxa. Porém, o atacante deve começar a partida no banco de reservas.

O volante Peruíbe e o meia Diogo, que não começaram jogando contra o J. Malucelli, foram expulsos na última quarta-feira, em Recife, e cumprem suspensão. O zagueiro Marcelo Batatais, que se recupera de uma torção no tornozelo, e o lateral-esquerdo Ricardinho, com estiramento na coxa, continuam em tratamento e também desfalcam o time. Assim, Fábio Alves deve ganhar mais uma chance na lateral e Henrique segue sendo o companheiro de Índio na zaga.